Uma senha sera enviada para seu e-mail

Seguro viagem: fazer ou não fazer?

Muitos viajantes se perguntam se vale a pena fazer um seguro viagem. Você pode ter dúvidas se o valor compensa ou não saber se é obrigatório ter o seguro viagem para entrar no país de destino. Para facilitar a sua vida e ajudar na decisão escrevemos esse post completo para tirar essas e outras dúvidas sobre seguro viagem!

Antes de mais nada precisamos dizer que nós sempre adquirimos seguros viagem antes de sair do país. Mesmo quando o país de destino não obriga a ter o seguro nós preferimos estar cobertas caso algo aconteça. Já passamos por situação de doença em viagens e o seguro nos salvou! Acidentes também podem acontecer e sem um seguro viagem passar no médico vai ser mais caro e complicado…

Infelizmente comer algo que faz mal é comum em viagens...

Infelizmente comer algo que faz mal é comum em viagens…

Como funciona o seguro viagem?

O seguro viagem é uma cobertura de saúde e outros serviços que dura o exato período de tempo da sua viagem. Ou seja, você compra – e paga – pela quantidade de dias que estará viajando. Existem várias empresas que vendem seguro viagem e as coberturas variam (vou explicar mais pra frente). Mas basicamente quando você compra receberá um voucher com o número do seu seguro, o detalhamento das coberturas e números para ligar nos países em que estiver passeando caso precise utilizar os serviços.

Entre os serviços oferecidos pelos seguros viagens costumam estar: atendimento médico/pronto socorro, consultas médicas, exames, compra de medicamentos, extravio de malas e coisas mais sinistras como devolução do corpo para o país de origem em caso de morte (credo!).

Seguro saúde pra ficar tudo bem <3

Seguro viagem para ficar tudo bem <3

Qual seguro viagem escolher?

Existem muitos seguros viagem no mercado e escolher pode ser difícil. Como saber qual preço está bom, qual empresa é melhor?

Felizmente existe um buscador de seguros na internet, o Seguros Promo. Você faz a busca colocando as datas e destinos da sua viagem e ele já dá uma lista comparando vários seguros disponíveis na internet, por ordem de preço. Assim você consegue ver bem os valores e coberturas de cada um!

Para pesquisar e comprar seu seguro viagem com a SegurosPromo basta utilizar a caixa de pesquisa abaixo. 

Para escolher o seguro viagem você precisa levar duas coisas em consideração: preço e cobertura. Para países que não têm restrição de cobertura mínima do seguro viagem você pode comprar o mais barato. Mas sempre leia a lista completa da cobertura! Alguns seguros cobrem extravio de malas e outros não, alguns cobrem compras de medicamentos e outros não… Enfim, veja esses detalhes e meça suas prioridades.

Alguns países que obrigam seguro viagem para entrada (veja o próximo tópico!) também exigem cobertura mínima. Se você entrar com visto de estudante essa cobertura mínima pode ser exigida. Por exemplo: quando fomos estudar na Espanha o país exigiu cobertura mínima de 60 mil euros para cada uma de nós, pelos 6 meses de estadia.

Tivemos que pagar um seguro mais caro para poder ter essa cobertura, por isso fique atento às exigências. Se não me engano esse seguro custou mais ou menos R$1.700,00 para cada. Obs: esse valor é apenas para referência, já se passaram 2 anos e meio…

O importante é ter qualidade pelo menor preço possível, né?

O importante é ter qualidade pelo menor preço possível, né?

Sobre marcas: Gostamos MUITO da empresa GTA Seguros. Compramos para a nossa primeira viagem, usamos e o serviço foi tão bom que tentamos usar sempre. Às vezes não é o mais barato da lista e por isso optamos por outros, mas sempre que possível compramos seguro viagem da GTA. O atendimento deles é ótimo e todas as vezes que precisamos usar deu tudo certo! No fim do post conto as histórias em que utilizamos, caso você esteja curioso. 😉

Para o mochilão da América do Sul optamos pelo seguro Travel Ace porque era bem mais barato. Na volta contamos como foi (mas sempre na torcida para não precisar usar).

É obrigatório fazer seguro viagem para viajar?

Depende do país de destino. É importante saber que alguns países exigem que cada pessoa tenha um seguro viagem para entrar. É o caso de Cuba, Austrália e dos países europeus do Tratado de Schengen, por exemplo. É obrigatório ter o seguro viagem para entrar nesses países! Se você for para algum deles sem o seguro tem altas chances de ser mandado de volta logo no momento da imigração!

Países membros do Tratado de Schengen / Seguro viagem obrigatório:

Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Islândia, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Polônia, Portugal, República Tcheca, Suécia e Suíça.

Europa, assim você me deixa doente!

Europa, assim você me deixa doente!

Para os outros países do mundo, a princípio, o seguro viagem não é obrigatório. Porém as legislações podem mudar, então aconselhamos que você pesquise caso a caso.

Nós fazemos seguro viagem para todas as viagens, mesmo quando o destino não obriga. Por que? Imagina só sofrer um acidente, quebrar um braço, pegar infecção alimentar ou alguma doença séria na viagem… Agora imagina ter que descobrir como funciona o sistema de saúde do país onde você está e ter que pagar em particular para resolver o seu problema. Com certeza vai dar muito trabalho e pode sair bem mais caro do que fazer o seguro antes.

Com o seguro viagens em mãos basta ligar para o número de emergência e eles já te dirão para onde ir e como proceder. Vale o investimento!

Histórias reais: como o seguro viagem nos salvou – mais de uma vez!

Vamos contar 3 histórias reais que vivemos e que comprovam que ter um seguro viagem é essencial!

A primeira ocorreu em 2013, no Egito. Estávamos em Sharm El Sheikh, o paraíso do mergulho. Eu havia feito curso de mergulho no Brasil uns 10 dias antes para poder aproveitar o Mar Vermelho e nesse curso acabei lesionando o tímpano. 🙁 Com os vôos da viagem o ouvido piorou e quando cheguei em Sharm El Sheikh estava com muita dor.

Mergulhar já estava fora de cogitação mas a dor era tanta que não conseguia fazer nada. Estava com o seguro da GTA, mas lá em Sharm eu não conseguia sinal para ligar no número da emergência. Conclusão: fui em uma clínica particular e paguei a consulta e remédios, com dor no coração. Quando cheguei no Brasil entrei em contato com a GTA e expliquei o ocorrido. Sem dificuldades eles pediram o número do voucher do meu seguro e cópias do recibo da clínica e dos remédios. Em 5 dias reembolsaram o valor integral na minha conta com a conversão do euro daquele dia! Fiquei super feliz. 🙂

Eita, que dor de ouvido é essa?

Eita, que dor de ouvido é essa?

A segunda vez foi dois anos depois, 2015, em Barcelona. A mesma dor de ouvido voltou porque fiz vários vôos em sequencia. Liguei para o número de atendimento da GTA e expliquei. A atendente disse que para esse caso seria mais rápido mandar um médico até a minha casa do que ir a um hospital e entrar na fila do Pronto Socorro. Agendamos o horário do atendimento e na hora certa o médico chegou e me examinou. Ele ainda receitou remédios que foram reembolsados pelo seguro.

Atendimento personalizado é amor!

Atendimento personalizado do seguro viagem é amor!

O terceiro caso aconteceu com a Fabia, também em Barcelona. Certo dia, do nada, ela acordou com paralisia facial. Sim, o lado esquerdo do rosto estava completamente paralisado e ficamos desesperadas! Nessa hora você só pensa o pior: “meu deus, um derrame!”.

Liguei desesperada para o atendimento da GTA, expliquei o que estava acontecendo, a moça pediu meu CEP e me mandou ir imediatamente para o hospital mais próximo. Quando chegamos lá todos já estavam nos esperando pois o seguro já tinha entrado em contato autorizando atendimento imediato. A Fabia passou no médico e fez uma tomografia. No fim não era nada cerebral – ufa! – e sim uma paralisia facial de fundo desconhecido. Levou quase 2 meses para a paralisia desaparecer e durante esse tempo a Fabia fez mais uma consulta ao médico pelo seguro viagem.

Sem contar que quase todo dia chegava uma mensagem por whatsapp da GTA perguntando como ela estava, se queria ir em mais consultas ou precisava de remédios… O atendimento deles foi bom demais gente, não estamos ganhando nada para fazer essa propaganda! Só foi ótimo mesmo 😉

E mais um caso, pra provar como é importante fazer o seguro, as duas pegamos uma infecção alimentar muito forte na Bolívia. Contamos com todos os detalhes aqui: Ficamos doentes no meio da viagem: Infecção alimentar na Bolívia.

E você, tem alguma história de viagem em que precisou usar o seguro? Ou não tinha o seguro e se arrependeu? Dúvidas? Poste tudo no campo dos comentários!

IMPORTANTE! Não esqueça de adquirir o seu Seguro Viagem. Ele é obrigatório para entrar na Europa, mas mesmo nos países sem obrigatoriedade é muito importante ter o seguro. Nos Estados Unidos, por exemplo, uma consulta médica ou internação pode custar uma verdadeira fortuna e com o seguro, você terá todo o tratamento coberto. Leia sobre quando ficamos doentes no Egito e na Espanha, ou sobre outra vez em que pegamos uma intoxicação alimentar fortíssima na Bolívia. O Seguro Viagem nos salvou!
Faça aqui uma cotação sem compromisso e ganhe 5% de desconto com o cupom ESTRANGEIRA5

Planeje sua viagem! Faça suas reservas com nossos parceiros pelos links:
Compre o Seguro Viagem com a Seguros Promo
Reserve seu hotel ou hostel com o Booking.com
Compre ingressos antecipados de atrações no mundo inteiro e evite as filas com a GetYourGuide
Pesquise os melhores preços para alugar carro em mais de 140 países com a RentCars

Curta nossa página no Facebook!