A segurança no Egito – é seguro visitar o país?

Durante a viagem pelo Egito muita gente nos perguntou sobre a segurança no Egito. Muitos amigos comentaram do desejo de visitar o Egito, mas do enorme medo de ir. Se o pais é seguro? Sim e não.

Pode ser que seja um momento ruim para viajar para lá. O Egito agora é terra de ninguém. Em janeiro eles fizeram um referendo e aprovaram a nova Constituição. Agora poderão eleger um novo presidente e quem sabe começar a colocar ordem na casa.

No dia 24 de janeiro de 2013, véspera de aniversário da Revolução, e uma semana depois da gente deixar o país, atentados aconteceram no Cairo com a explosão de três bombas.

ATENÇÃO! Recomendamos sempre viajar para fora do Brasil com Seguro Viagem. Veja, inclusive, o post onde conto que fiquei doente no Egito e o seguro me salvou.
Faça aqui uma cotação sem compromisso e ganhe 5% de desconto com o cupom ESTRANGEIRA5

Leia também: O que fazer no Cairo – roteiro e dicas

Segurança no Egito – nossa experiência

Você deve estar pensando que somos duas loucas de ir, não é mesmo? Fato é que um amigo brasileiro mora lá e disse que era ok ir. Aliás, toda sua família estava indo na mesma época visitar. Então achamos que era seguro o suficiente. E vamos combinar, estamos acostumamos a morar no Brasil que não é exatamente um lugar seguro.

Passamos duas semanas visitando diferentes partes, várias delas com histórico de ataques terroristas, como Sharm El Sheikh e o Temple de Hatshepsut. Por sorte nada grave aconteceu enquanto estávamos lá, mas vivenciamos experiências complicadas, que explicamos abaixo.

1 – Tanques de guerra pela cidade

No dia que fomos visitar o Museu do Cairo a Praça Midan Tahrir, onde ele fica, estava toda cercada por tanques de guerra e ninguém podia entrar. O local era o principal palco das manifestações populares e o governo resolveu o problema fechando a área.

Isso só acontece às sextas-feiras, que é o sábado deles, dia em que aconteciam mais manifestações. Estacionamos próximo à praça e nossa guia explicou para o soldado que éramos turistas brasileiras e íamos visitar o museu e então nos deixaram cruzar a praça deserta. A foto do post é de um dos tanques.

2 – Fomos roubadas

Tiraram nosso dinheiro de dentro do cofre da nossa cabine no cruzeiro do Rio Nilo. Muito dinheiro. Conversando com outras brasileiras no barco, descobrimos que também roubaram o dinheiro delas. Provavelmente de todos. Demos uma olhada no Google e descobrimos que é fato comum no Egito.

E que nem adianta querer dar queixa na polícia pois não ajudam em nada. Reclamamos com a gerência do barco, que obviamente negou e ainda deu risada na nossa cara dizendo que nós tínhamos perdido o dinheiro. Para constar, nosso barco era o M/S Princess Sarah. Fujam dele.

Descobrimos ainda que a gerência dos hotéis tem a chave para todos os cofres. Nosso guia local trabalhava num hotel em Assuã e nos contou isso. Informação confirmada depois em conversas em outros hotéis. Então fiquem alerta. The safe is not safe! Deveria ser o lugar mais seguro para deixar seu dinheiro, mas não é.

Leia também: Visitando Luxor e seus templos maravilhosos

3 – A corrupção é enorme e descarada

Ninguém nem tenta disfarçar. A polícia faz barreiras pelas ruas e param os taxis e pedem dinheiro para eles passarem. Os policiais tem maços enormes de notas nas mãos. Nas estradas acontece o mesmo.

Quando fomos de Assuã para Abu Simbel todas as vans foram em caravana pois parece que não é seguro e antes de sairmos ficamos paradas numa dessas barreiras policiais com propinas rolando solta.

4 – Policiais armados

Os policiais estão sempre com seus fuzis empunhados, engatilhados e com o dedo no gatilho. A gente só rezava para eles não se assustarem ou coisa do tipo e atirarem de repente.

5 – Preços que exploram turistas

Não propriamente um tópico de segurança, mas vale mencionar: você se sente roubada todos os dias nas ruas. A maioria quando vê que você é turista cobra um valor muito superior ao que as coisas valem.

Depois de uns dias você começa a sacar quanto as coisas custam e isso começa a irritar. Ter que negociar o preço até de uma garrafinha de água é de lascar.

6 – Machismo

Se você for mulher como nós, vai lidar ainda com o ambiente machista/misógino/repressor. Não interessa onde você está, qual o horário ou fazendo o que, você sempre vai sentir sobre sua cabeça o peso de ser mulher.

Infelizmente essa cultura machista é absolutamente incorporada ao pensamento local e todas as pessoas reproduzem o pensamento e ponto de vista de que as mulheres são seres inferiores, que devem se submeter aos homens, permanecer caladas e cobertas – inclusive as próprias mulheres.

Isso é triste, mas é uma característica histórica e antropológica do islã e difícil pensar numa mudança a curto prazo. De qualquer forma, o fato de sermos ocidentais e não usarmos véu para cobrir a cabeça não é um problema, podíamos andar normalmente nas ruas. Mas isso só dava mais espaço para o assédio constante nas ruas…

O cabelo curto, piercing no nariz da Gabi causavam reações assustadíssimas. As mulheres olhavam com desprezo, às vezes parecia até que era um ET verde com três olhos. Todos queriam saber porquê não tínhamos marido, os guias que ficavam mais amigos sempre queriam tirar casquinhas abraçando nas fotos,  etc. É difícil ser mulher aqui. É absolutamente impossível ser mulher lá.

Segurança no Egito – vale a pena ir?

Se o seu maior sonho na vida é conhecer o Egito, vá. Você vai sobreviver. Só vai precisar respirar fundo e contar até dez algumas vezes para manter a calma. Tem muita coisa bacana para visitar no país: uma história riquíssima, templos belíssimos, paisagens diferentes – o deserto, as belas margens do rio Nilo, o Mar Vermelho, entre tantos outros.

Leia todos os nossos posts do país na Categoria completa: Egito

seguranca-no-egito

IMPORTANTE! Não esqueça de adquirir o seu Seguro Viagem. Ele é obrigatório para entrar na Europa, mas mesmo nos países sem obrigatoriedade é muito importante ter o seguro. Nos Estados Unidos, por exemplo, uma consulta médica ou internação pode custar uma verdadeira fortuna e com o seguro, você terá todo o tratamento coberto. Leia sobre quando ficamos doentes no Egito e na Espanha, ou sobre outra vez em que pegamos uma intoxicação alimentar fortíssima na Bolívia. O Seguro Viagem nos salvou!
Faça aqui uma cotação sem compromisso e ganhe 5% de desconto com o cupom ESTRANGEIRA5

Planeje sua viagem! Faça suas reservas com nossos parceiros pelos links:
Compre o Seguro Viagem com a Seguros Promo
Reserve seu hotel ou hostel com o Booking.com
Compre ingressos antecipados de atrações no mundo inteiro e evite as filas com a GetYourGuide
Pesquise os melhores preços para alugar carro em mais de 140 países com a RentCars
Compre chip de celular internacional com a Viaje Conectado
Compre passagens aéreas com muito desconto com a Passagens Promo

Curta Estrangeira no Facebook!