Malta gay: o país é realmente LGBT friendly?

Se você é LGBT e costuma ler notícias do meio, possivelmente já se deparou com a informação de que Malta é o país mais LGBT friendly da Europa. Hoje vamos te contar se Malta é tão gay assim.

Segundo a pesquisa ILGA Europe, Malta ficou em 1° lugar com 91% de garantia de direitos da população LGBT, na frente do Reino Unido, Bélgica e Holanda. Malta aprovou o casamento igualitário e a adoção, uma lei de reconhecimento de gênero, baniu a “cura gay” e criou proteção para pessoas transexuais. A primeira adoção feita por um casal do mesmo sexo aconteceu em julho de 2016.

ATENÇÃO! O Seguro Viagem é obrigatório para entrar em Malta.
Faça aqui uma cotação sem compromisso e ganhe 5% de desconto com o cupom ESTRANGEIRA5

Malta gay: a nossa experiência

Então fomos lá para conferir como é ser um LGBT no país. Como turistas lésbicas, a verdade é que ficamos um pouco decepcionadas com a realidade. Não que Malta seja um país perigoso para LGBTs, mas não é tão gay-friendly assim…

A primeira coisa que achamos estranho e um forte indício de que a realidade é outra foi ver placas de PROIBIDO FAZER TOPLESS nas praias. Aqui na Europa topless é coisa comum, amplamente praticada e o fato de lá ser proibido nos disse que Malta não é um país assim tão liberal.

Outra coisa que já tínhamos notado durante nossas pesquisas é que não existem muitas opções de bares e discotecas LGBTs. Na verdade são apenas 3 e mais algumas festas esporádicas.

Leia também: Guia para viajar para Malta – dicas e roteiro

Apesar de outra pesquisa realizada em 2016 pela Eurobarometer ter indicado que 65% dos malteses são a favor do casamento igualitário, pelas conversas que tivemos com os locais, as pessoas ainda não se sentem confiantes para sair do armário. Existe discriminação no ambiente de trabalho e muita gente prefere levar uma vida discreta.

A notícia boa é que violência não acontece. Não rolam agressões físicas. Também nos contaram que quando rolam algumas caras feias normalmente são para os malteses mesmo. Os turistas são bem tratados, porque o turismo é o carro chefe do país.

Ou seja, no seu bairro ser gay vai te deixar marcado, mas para um turista que está em Malta a passeio, tudo bem. Meio complicado. :(

A Pride Malta rola no mês de setembro e acontece desde 2004, ou seja, ainda é um evento recente. Durante o mês todo acontecem várias festas e atividades.

Leia também: Onde ficar em Malta – dicas de hotéis e cidades

Malta gay – Bares, festas e encontros

Abaixo vamos falar dos bares gays e festas LGBTs em Malta, para você conhecer durante sua viagem.

Monaliza Lounge

Um bar super bonito com decoração de bom gosto. Tem um terraço aberto, bem gostoso no verão. Você pode comer algumas comidinhas também, como tábuas de frios, mas eles não servem refeições. Ficamos lá um tempão batendo papo com a dona. Ela organiza também eventos privados.

Endereço: 222 Great Siege Road, Valletta
Horário: Domingo a quinta, das 17h à 1h
Sextas e sábados, das 17h às 3h

Malta-gay-lgbt-bar-Monaliza

O Monaliza Lounge é baphoooo por dentro!

Michelangelo Club Lounge

Esse é a única discoteca gay de Malta. Frequentada majoritariamente por homens gays, mas algumas lésbicas vão também.

Endereço: Triq Santa Rita, San Giljan (Paceville)
Horário: quarta a domingo, das 22h às 4h
Facebook do Michelangelo Club Lounge

Leia também: Como se locomover em Malta – ônibus, carro e outras opções.

malta-LGBT-michelangelo

The Birdcage Lounge

Organizam festas, apresentações de cabaré, karaokê. As festas são esporádicas, então tem que ficar de olho na programação.

Endereço: Triq il-Kbira, Rabat
Dá uma olhada no calendário dos eventos

Chilled Rainbow Sundays at Maori

Esse é um evento mensal feito pela organização da Pride Malta.

Endereço: Maori Triq il-lanca, VLT 1820 Valeta
Facebook do Maori

We Are – The University of Malta LGBT Society

Esse é um grupo de estudantes LGBTs da Universidade de Malta que trabalham pela visibilidade, representação e educação do coletivo LGBT. Organizam festas e eventos, então vale a pena dar uma conferida na página!

Para ver as festas e outros eventos, acesse o site Gay Guia de Malta

Tem também um grupo LGBT Malta no MeetUp que organiza encontros nas últimas sextas-feiras do mês. Todas as siglas são representadas no grupo. Acesse o grupo aqui.

Leia também: Quais cidades visitar em Malta.

Hotéis gay-friendly em Malta

Todo LGBT sabe que é horrível sofrer preconceito durante a viagem, ainda mais no hotel. Por isso listamos abaixo hotéis assumidamente gay-friendly em Malta. A seleção é diversa, para agradar todos os tipos de turistas e orçamento.

Você pode clicar no link de cada um para ver mais fotos e fazer sua reserva.

Leia também: Quanto custa viajar para Malta – gastos detalhados

Praias Gays de Malta

Algumas praias de Malta são preferidas pelo público gay. Para ser honesta, não fomos conferir, mas deixamos aqui as dicas do site Gay Guia de Malta. Lembrando que nudismo é ilegal em Malta, mas algumas pessoas praticam apesar das multas. Nenhuma dessas praias tem infra-estrutura, então leve tudo o que precisar.

Riviera Bay (Għajn Tuffieħa) –  a área gay é na parte esquerda, na praia menor.

Ġnejna bay – Nessa praia, a dica é pegar um barco pra ter mais privacidade. Indo para a direita da faixa de areia você pode pegar um barco que te leva para “Il-blata,” uma plataforma de pedra no nível do mar. Essa é uma praia bem popular entre a comunidade gay de Malta porque o acesso é maios difícil e por isso é mais reservada.

Ras il-Qarraba – São duas praias divididas e as pedras que tem por ali servem de abrigo para a atividade gay.

Fomm ir-Riħ, Baħrija – praia de difícil acesso e sem transporte público. Para chegar precisa fazer uma caminhada não muito fácil de 15 minutos.

Leia também: As melhores praias de Malta

Malta gay – mapa com os locais citados

  • Pontos vermelhos: bares e boates LGBTs
  • Pontos azuis: praias gays

Já foi para lá e quer adicionar algo no post “Malta gay – o país é mesmo LGBT-friendly”? Deixe nos comentários :)


Leia todos os nossos posts sobre Malta:

– Tudo o que você deve saber sobre Malta: dicas e roteiro

– Como se locomover em Malta – ônibus, carro e outras opções

– Quanto custa viajar para Malta: gastos detalhados

– As melhores praias de Malta

– Onde ficar em Malta: dicas de cidades e hotéis

– Quais cidades visitar em Malta

– Passeio por Comino e Gozo – as menores ilhas de Malta

– O que visitar em Valetta, a capital de Malta

 – Vale a pena visitar a Popeye Village, em Malta?


Salve a imagem abaixo no Pinterest e aproveite para ver nossos Painéis de Viagem!

Malta-LGBT-gay-lesbica

IMPORTANTE! Não esqueça de adquirir o seu Seguro Viagem. Ele é obrigatório para entrar na Europa, mas mesmo nos países sem obrigatoriedade é muito importante ter o seguro. Nos Estados Unidos, por exemplo, uma consulta médica ou internação pode custar uma verdadeira fortuna e com o seguro, você terá todo o tratamento coberto. Leia sobre quando ficamos doentes no Egito e na Espanha, ou sobre outra vez em que pegamos uma intoxicação alimentar fortíssima na Bolívia. O Seguro Viagem nos salvou!
Faça aqui uma cotação sem compromisso e ganhe 5% de desconto com o cupom ESTRANGEIRA5

Planeje sua viagem! Faça suas reservas com nossos parceiros pelos links:
Compre o Seguro Viagem com a Seguros Promo
Reserve seu hotel ou hostel com o Booking.com
Compre ingressos antecipados de atrações no mundo inteiro e evite as filas com a GetYourGuide
Pesquise os melhores preços para alugar carro em mais de 140 países com a RentCars
Compre chip de celular internacional com a Viaje Conectado
Compre passagens aéreas com muito desconto com a Passagens Promo

Curta Estrangeira no Facebook!