A password will be e-mailed to you.

Ser livre na Praia 19 (praia gay da Costa da Caparica)

Você está em Lisboa, Portugal, o sol rachando no final do verão, e dá aquela vontade louca de pegar uma prainha. O destino mais comum, por ser próximo e fácil de chegar, é Cascais. Mas se você está atrás de sossego numa paisagem deslumbrante e não quer brigar com ninguém por um espaço na areia, a sua praia está na Costa da Caparica.

Agora, se mais do que isso, você procura um point gay com total liberdade pra ir e vir como bem entender, corra para a Praia 19.

ATENÇÃO! O Seguro Viagem é obrigatório para entrar em Portugal.
Faça aqui uma cotação sem compromisso e ganhe 5% de desconto com o cupom ESTRANGEIRA5

A Praia 19 é uma das várias que se estendem ao longo da Costa da Caparica, cidade que fica logo ao sul do rio Tejo, no concelho (a.k.a. estado) de Almada. Pra chegar lá saindo de Lisboa, portanto, você precisa atravessar o rio.

Eu, que estava bem a fim de conhecer o lugar, vesti o espírito aventureiro e me joguei. Quer saber como foi? Eu te conto.

Foi assim, do nada, que eu resolvi que queria tomar um banho de mar. Já tinha pesquisado antes, na internet, e descobri que as praias da Costa da Caparica estão entre as mais bonitas do mundo.

 também um serviço que te leva de carro, com todo o conforto, direto para a Praia 19, saindo do Jardim do Príncipe Real todos os dias ao meio-dia. Mas, porém, contudo, entretanto, é bom reservar com antecedência, do contrário você pode ficar pra trás.

Não consegui fechar esse serviço, mas para que você garanta, basta comprar com antecedência, por esse link: Ingresso para Excursão de 1 dia para a Praia 19.  O serviço é bem legal e custa 29 euros. O passeio dura 9 horas e inclui transporte em van (ida e volta), guia fluente em inglês e português, toalha para usar na praia e até um mapa com points gays de Lisboa, para você curtir a cidade depois.

Bom, o fato é que eu estava ali, de pé na praça, e já passava do meio-dia quando resolvi ir por minha conta e risco (já tinha pesquisado na internet também). Peguei o metrô direto pra estação Areeiro, onde tomei o comboio (a.k.a. trem) com destino a Setúbal e desci na estação Pragal, a segunda do trajeto.

Descendo na estação, atravessei a plataforma pra sair do outro lado da rodovia e esperar o autocarro (a.k.a. ônibus) que levava para a Costa. Demorou um pouquinho, mas apareceu. Cheguei na cidade por volta das 14h30.

A caminho da Costa, prestes a atravessar o Tejo, a vista é fantástica: dá pra ver a foz, o Padrão dos Descobrimentos e a Torre de Belém

A caminho da Costa da Caparica, prestes a atravessar o Tejo, a vista é fantástica: dá pra ver a foz, o Padrão dos Descobrimentos e a Torre de Belém

Do ponto de ônibus onde desci até a praia eram poucos metros – perguntando pra algum local fica fácil de se localizar. Porém, ainda não era a famigerada Praia 19, mas sim a Praia da Sereia. Descobri que pra chegar às outras praias, eu tinha que caminhar, caminhar, caminhar pela calçada até ela acabar e, no fim, tomar um outro comboio (o Transpraia) que me deixaria no meu destino final.

O Transpraia merece um destaque nessa história toda. É um trenzinho pequeno, simples, de madeira e aberto nas laterais, mas é uma graça. Ele vai e volta por um único trilho que corre pela areia e para em cada uma das 21 praias da Costa.

Você desce na paragem (a.k.a. parada) que preferir. Comprando ida e volta, custa 7,50 euros e sai a cada meia hora, com o último horário pra voltar às 19h. Ou seja, dá pra aproveitar bastante.

O comboio do Transpraia vai pela areia e te leva para as 21 praias da Caparica.

O comboio do Transpraia vai pela areia e te leva para as 21 praias da Caparica.

O percurso do Transpraia é bem bonito. De um lado ficam as praias. As primeiras um pouco mais cheias, com umas casinhas de madeira super fofas e coloridinhas espalhadas ao longo da areia.

À medida que o trem avança, as praias vão ficando menos movimentadas e a paisagem mais deserta e mais bonita. Do outro lado, todo o caminho é acompanhado por um bosque enorme que se estende até um paredão, lá no fundo. Bem bonito de se ver.

A paisagem durante o trajeto já vale o passeio: de um lado, as praias com areia fofa e casinhas que parecem de brinquedo; do outro, um bosque a perder de vista

A paisagem durante o trajeto já vale o passeio: de um lado, as praias com areia fofa e casinhas que parecem de brinquedo; do outro, um bosque a perder de vista

Eu e quase todo mundo que estava no trem descemos na paragem 19 (que obviamente deu nome à praia). Quando o comboio vai se aproximando, já dá pra ver alguns peladões andando pra lá e pra cá na areia. Porque a Praia 19, sim, é uma praia gay AND naturista.

E alguns dos “raparigos” provavelmente estão indo passear no bosque, porque é lá que a magia acontece (if you know what I mean). Mas não se assuste! Você desce do trem vestido bonitinho e só tira a roupa ou a sunga se quiser. Não é obrigado a ficar pelado e nem precisa se enfiar no mato, ninguém vai te julgar por nada disso (muito menos pelo contrário).

A plaquinha não deixa dúvida: você chegou (finalmente!) à Praia 19

Praia 19!

A plaquinha não deixa dúvida: você chegou (finalmente!) à Praia 19

A apenas alguns passos do trilho, você está finalmente na beira da praia e pode escolher à vontade onde estender a sua toalha e relaxar. Agora é só você, o sol, a praia e os outros banhistas. Mesmo! Não tem quiosque, não tem vendedor ambulante, não tem nada. Portanto, leve sua água, cerveja, comida, camisinha, tudo o que você for precisar… E aproveite toda a liberdade que você encontra ali.

Descendo do trem, você está a poucos passos da praia. Cuidado com os espinhos enquanto caminha

Descendo do trem, você está a poucos passos da Praia 19. Cuidado com os espinhos enquanto caminha.

A Praia 19 é tão tranquila que todo mundo deixa as coisas na areia e sai pra andar, pra mergulhar ou pra apreciar a paisagem natural e a paisagem humana do lugar. Sem neuras, a menos que você seja um brasileiro desconfiado que não larga as coisas por nada nesse mundo.

Mas, sério, lá todo mundo larga e ninguém mexe, não. E a Praia 19 é extensa, então você pode dar longas caminhadas sem se preocupar. Só tome cuidado porque não tem nenhuma demarcação de limite entre uma praia e outra, então se você estiver sem roupa vale a pena prestar atenção nos arredores pra saber se você não passou pra outra praia e é o único assim por ali.

Esqueça da vida por algumas horas. Tranquilidade é a palavra de ordem

Esqueça da vida por algumas horas. Tranquilidade é a palavra de ordem na Praia 19.

Entre pelados e vestidos (mais pelados que vestidos, é verdade), tem de tudo nessa praia: jovenzinhos saradinhos, tiozões acima do peso, tiozões saradões, jovenzinhos acima do peso… Tem avulsos, tem casais, tem trios… Tem gente praticando ioga (é, sem roupa, naquelas posições!), tem gente desfilando com o cachorro, tem gente só renovando o bronze na areia, tem gente de olho no bosque.

Enfim, um lugar super democrático e heterogêneo. Alguns bem de boa, outros dando aquela encarada (ou aquela checada) nos passantes. Mas nada constrangedor e nada com que você – que afinal está numa praia gay de nudismo – já não esteja acostumado. Se você tem um objetivo concreto, go for it sem medo de ser feliz. A dica é caminhar descompromissadamente pelo trilho do trem, beirando o bosque, que sempre vai ter alguém com o mesmo objetivo que o seu.

Agora, já curtiu a praia e tudo que ela tem a oferecer? Pra voltar pra cidade, é só esperar o comboio junto do trilho, perto da placa da paragem. Ele vai te deixar no mesmo lugar onde você pegou pra ir e, aí, tem aquela caminhadinha básica de novo até o centro da cidade.

No caminho de volta, eu descobri que podia pegar um ônibus direto pra Lisboa, o que facilitou muito a minha vida (se soubesse disso na ida, não precisaria ter feito o percurso de trem mais outro ônibus). As duas linhas pra Lisboa passam pertinho do centro de Caparica, na frente do antigo posto de polícia. Ambas te deixam no metrô, uma delas na estação Praça de Espanha a outra na estação Areeiros. Escolha a que for melhor pra você e bom retorno!

Voltando pelo Transpraia, você ainda tem a chance de curtir mais um pouquinho a vista das praias da Caparica.

Voltando pelo Transpraia, você ainda tem a chance de curtir mais um pouquinho a vista das praias da Caparica.

Moral da história: a Praia 19 é um passeio sensacional, seja pela beleza do lugar, seja pelas aventuras que você pode levar na bagagem. No fim das contas, é uma experiência incrível de total liberdade e desapego de moralismos ou convenções sociais. Se animou? Go, be free and enjoy!

Mais uma da vista

Mais uma da vista da Costa da Caparica

Dicas de hospedagem

A grande maioria dos visitantes faz o passeio pra Praia 19 em um bate-volta e fica hospedado em Lisboa. Abaixo deixo algumas dicas de hotéis e hostels muito bons em Lisboa:


Salve a imagem abaixo no Pinterest e aproveite para ver nossos Painéis de Viagem!Praia19-praia-gay-nudista-lisboa

IMPORTANTE! Não esqueça de adquirir o seu Seguro Viagem. Ele é obrigatório para entrar na Europa, mas mesmo nos países sem obrigatoriedade é muito importante ter o seguro. Nos Estados Unidos, por exemplo, uma consulta médica ou internação pode custar uma verdadeira fortuna e com o seguro, você terá todo o tratamento coberto. Leia sobre quando ficamos doentes no Egito e na Espanha, ou sobre outra vez em que pegamos uma intoxicação alimentar fortíssima na Bolívia. O Seguro Viagem nos salvou!
Faça aqui uma cotação sem compromisso e ganhe 5% de desconto com o cupom ESTRANGEIRA5

Planeje sua viagem! Faça suas reservas com nossos parceiros pelos links:
Compre o Seguro Viagem com a Seguros Promo
Reserve seu hotel ou hostel com o Booking.com
Compre ingressos antecipados de atrações no mundo inteiro e evite as filas com a GetYourGuide
Pesquise os melhores preços para alugar carro em mais de 140 países com a RentCars
Compre chip de celular internacional com a Viaje Conectado
Compre passagens aéreas com muito desconto com a Passagens Promo

Curta Estrangeira no Facebook!