Uma senha sera enviada para seu e-mail
M4DAZxxQX7I

O que fazer em Granada (Espanha) – roteiro e dicas

Granada é uma das cidades mais bonitas do sul da Espanha – passamos 4 dias na cidade e ficamos apaixonadas! Lá você poderá visitar lindos monumentos históricos, comer bem e conhecer gente simpática. Nesse post compartilhamos nosso roteiro para explicar o que fazer em Granada. 😉

Quatro dias são suficientes para visitar Granada, sendo que usamos 2 dias para explorar a cidade, 1 para visitar Alhambra e o último para ir até Serra Nevada (a estação de esqui) de carro. Se você não vai em época de neve, pode separar 3 dias.

Abaixo listamos todos os locais importantes de visitar em Granada, onde ficar, dicas sobre comidas e bebidas, a melhor época para ir e quanto custa. No final do post há um mapa com os pontos principais marcados.

ATENÇÃO! O Seguro Viagem é obrigatório para entrar na Espanha.
Faça aqui uma cotação sem compromisso e ganhe 5% de desconto com o cupom ESTRANGEIRA5

Onde ficar em Granada

Antes de falar sobre o que fazer em Granada é importante mencionar o tema hospedagem. Escolha hotéis ou hostels no centro da cidade ou no belo bairro de Albaicín. Assim você estará perto de tudo.

A parte histórica de Granada é pequena, o que facilita. Abaixo selecionamos ótimos hotéis, hostels e apartamentos em Granada, para todos os estilos de viajantes e orçamentos. Clicando em cada um dos links você será redirecionado para a página das hospedagens.

Se você quiser pesquisar mais, nesse link você pode ver todas as hospedagens de Granada: Booking.com – hotéis, hostels e apartamentos em Granada.

Fizemos um post completo falando mais detalhes dessa lista de hotéis que selecionamos. Leia aqui: Onde ficar em Granada – dicas de hotéis e hostels

o-que-fazer-em-granada-vista

O que fazer em Granada – locais para visitar

Granada ficou sob o domínio islâmico por 781 anos! A cidade mescla bem as culturas árabe (moura) e espanhola. Você notará forte presença da cultura árabe na arquitetura de diversos monumentos e na culinária. Abaixo citamos os pontos mais importantes para visitar na cidade. É possível fazer tudo caminhando (mas se prepare para muitas ladeiras).

Alhambra

Começamos pelo ponto mais importante, o creme de la creme de o que fazer em Granada: Alhambra. O complexo é grande, ficamos 6 horas por lá para dar uma geral em tudo.

Alhambra começou a ser construída em 1237 pelo sultão Muhammad I Al-Ahmar para ser a cidade palaciana murada. Ficou sob domínio mouro até 1492, quando o sultão Muhammad XII-Boabdil foi expulso. Depois disso passou a ser domínio dos Reis espanhóis que mantiveram as instalações construindo alguns edifícios novos.

Lá dentro você visitará os belos jardins, a Alcazaba (zona militar com torres onde você pode subir e apreciar uma belíssima vista de Granada), o Palácio Carlos V e o maravilhoso Palacio Nazaríes.

As fotos mais famosas de Alhambra são de dentro desse palácio, com uma construção mudéjar maravilhosa. Os detalhes internos de construção e decoração árabe são impressionantes! Quando você compra o ingresso para Alhambra e marca o horário da visita se refere ao horário de entrada no Palácio Nazaríes, não no complexo da Alhambra, atenção!

Com o ingresso você também pode visitar Generalife, que está ali do ladinho mas já fora das muralhas de Alhambra. Era uma casa extra dos sultões e conta com jardins, pátios e a “escada de água”.

ATENÇÃO: é muito importante os comprar ingressos de Alhambra com antecedência, pela internet. Entra um número fixo de visitantes por dia e as entradas esgotam rápido.

Primeiro tente comprar no site oficial da Alhambra. Se não tiver mais para o dia em que você vai, entre no site da Get Your Guide e tente por lá. Eles têm ingressos extra reservados, sai um pouco mais caro mas às vezes é o único jeito. Deixo abaixo os links certinhos pra te ajudar nessa missão:

Leia nosso post completo: Visita à Alhambra – tudo o que você tem que saber

O-que-fazer-em-granada-alhambra

Catedral de Granada

No coração do centro histórico da cidade, a Catedral de Granada é enorme e visitá-la é uma experiência legal. O ingresso custa 5€ e já inclui um áudio-guia, que vai explicando detalhes da história e arquitetura da catedral.

Capela Real + sepulcro

Coladinha com a Catedral está a Capela Real, onde estão sepultados os Reis Católicos Espanhóis (Rainha Isabel de Castilla e Rei Fernando de Aragão). A entrada também custa 5€.

O-que-fazer-em-Granada-capela-real

Alcaicería – mercado de artesanato

Ainda ao lado da Catedral você pode visitar a Alcaicería, uma série de ruazinhas que reúne lojas de artesanato local. É um ótimo lugar para comprar souvenirs de Granada! Lá tem lojas de chá a granel, de roupas, bijouterias, artigos para casa (duvido você não se apaixonar pelos lustres e abajours de inspiração árabe).

4 Monumentos Andalusíes

Existe um ingresso bem legal que custa apenas 5 euros e permite a entrada em 5 monumentos históricos da cidade que são considerados patrimônio da humanidade. Eles estão nos bairros do centro e Albaicín, você pode fazer a rota por todos eles caminhando.

No ingresso está incluída a entrada para o Corral del Carbón, El Bañuelo, a Casa Horno de Oro e o lindo Palacio Dar al-Harra. Todos são monumentos da época do domínio islâmico, bem importantes para a história da cidade e do país. O ingresso você compra lá na hora, em qualquer um dos 4 monumentos.

Importante: você deve visitar todos no mesmo dia. Marcamos os monumentos em verde no mapa do final do post, para ficar mais claro.

O-que-fazer-em-Granada-banuelo

Carrera del Darro e Paseo de Los Tristes

A Carrera del Darro é um ruazinha de pedras que dá acesso ao bairro de Albaicín, cheia de lojinhas, cafés e bares.  Junto dela fica um calçadão ao lado do rio Darro, com um atmosfera muito agradável para caminhar. Ali está a colina onde fica Alhambra, então as vistas são lindas.

O-que-fazer-em-granada-paseo-de-los-tristes

Bairro de Albaicín

Albaicín é o bairro mais charmoso de Granada, foi nosso favorito. Fica na parte montanhosa da cidade, prepare-se para subir e descer muitas vielas lindas. Se você tem dificuldades de locomoção, use os ônibus C31 e C34 para subir.

Todas as casinhas de Albaicín são pintadas de branco e as ruas são estreitas com o chão de pedra. O bairro é patrimônio histórico da Unesco e caminhar por ali é uma verdadeira viagem no tempo! Sua construção também é de origem árabe.

O-que-fazer-em-Granada-albaicin

Mirador de San Nicolás

Ver o por-do-sol no Mirador de San Nicolás é um passeio clássico para quem visita Granada. O mirante está em Albaicín, de frente para Alhambra, a vista é realmente um espetáculo. O único ponto negativo é que fica super lotado, então não é aquele clima de paz… Ainda assim, vale a pena visitar! 🙂

O-que-fazer-em-granada-mesquita

Mezquita Mayor de Granada

Essa é uma dica quente! A Mezquita Mayor de Granada fica ao lado do Mirador de San Nicolás, tem uma vista tão linda quanto da cidade e é bem mais vazia!

A entrada é gratuita e os visitantes podem ficar na parte externa, dos jardins. Aproveite a vista de Alhambra com mais tranquilidade! Essa é a mesquita islâmica mais importante da cidade. Não é permitido entrar na parte interna, que é exclusiva para o culto.

O-que-fazer-em-granada-mesquitaO-que-fazer-em-granada-mesquita

Carmen de Marx Moreau

As Carmenes são casas típicas do bairro de Albaicín, também com origem árabe e belíssimos jardins. Antigamente eram casas de veraneio. Próximo ao Mirante San Nicolás está a Casa Museu Marx Moreau, que é aberta ao público e tem entrada grátis!

Essa Carmen pertenceu ao artista belga Marx Moreau que viveu muitos anos em Granada e deixou a propriedade como doação para a prefeitura da cidade. Vale super a pena entrar, explorar os jardins e os cômodos internos.

Endereço: Camino Nuevo de San Nicolás, 12 – Albaicín.
Horário de abertura: Terça a Sábado, 10h00-13h30 e 16h00-18h00

Leia também: Granada LGBT – dicas de bares e boates gays

 

O-que-fazer-em-granada-carmen

Bairro de Sacromonte

Outro bairro super bonito e interessante é Sacromonte. Historicamente foi habitado pela comunidade cigana que construía suas casas incrustadas nas pedras da montanha.

Vale a pena subir caminhando e observar as construções diferentes das cuevas, essas típicas casas ciganas. Lá há também o Museo Cuevas de Sacromonte. A entrada custa 5,00€ e dá direito a entrar em 11 cuevas, para ver como são essas casas por dentro.O-que-fazer-em-granada-sacromonte

Para quem prefere subir de ônibus, é só pegar o C34.

Nós descobrimos ainda uma cueva que pode ser visitada por 1 Euro. Chama Rincón El Corazón e fica na Calle Verea de Enmedio. Ficamos surpresas com a temperatura amena dentro da gruta. Esperávamos que fizesse muito frio, mas o moço nos explicou que dentro das cuevas sempre faz 18 graus. Ou seja, no verão escaldante deles é fresco e no inverno é agradável também.

O-que-fazer-em-Granada-cueva

Show de Flamenco em uma cueva de Sacromonte

Quer uma experiência completa e única? Assista a um show de flamenco em uma cueva de Sacromonte. Mais original, impossível! Listamos abaixo algumas opções legais. Os links já vão te levar pra página de cada espetáculo. É importante comprar o ingresso com antecedência, porque podem esgotar.

Passar pelo homem nu de Granada

Ok, esse não é um ponto turístico fixo nem posso te dar 100% de certeza de que você encontrará o homem nu de Granada durante sua passagem pela cidade, mas não poderia ficar de fora desse post sobre o que fazer em Granada.

Olmo García anda pelado pelas ruas do centro da cidade há anos e já é uma instituição por lá. Sua história é bem curiosa e nós escrevemos um post contando todos os detalhes – e como foi dar de cara com ele pelado em pleno inverno!

Leia aqui: O homem nu de Granada – uma curiosa instituição da cidade

Sierra Nevada (estação de esqui)

A cidade de Granada está a 30km da montanha Sierra Nevada, onde fica uma enorme estação de esqui. Além das pistas de esqui existe um complexo infantil com atividades, chamado Mirlo Blanco. Se você (como nós) não esquia mas quer ver neve, é possível ir até lá e explorar a área. Em Mirlo Branco só precisa pagar pelas atividades. É possível ainda caminhar na vila, que tem vários restaurantes, hotéis e lojas de material de esqui.

Como fica longe optamos por alugar um carro em Granada para ir. Valeu super a pena porque estávamos em 4 pessoas e assim tivemos flexibilidade para fazer o caminho no nosso tempo. Alugamos pela RentCars, um buscador que compara preços das locadoras e te diz o melhor custo-benefício.

Clique aqui para comparar preços e alugar carro com a RentCars.

Também é possível subir de ônibus, mas ele tem poucos horários por dia. Custa 9,00€ a passagem de ida e volta. O ônibus sai da estação de Granada, um pouco afastada do centro, então você precisa pegar um ônibus ou táxi até a estação. Você pode ver mais informações no site oficial, aqui: Como chegar a Serra Nevada.

Leia nosso post completo: Sierra Nevada – como chegar e o que fazer na famosa estação de esqui

O-que-fazer-em-Granada-sierra-nevada

Comer em Granada

A culinária de Granada mistura pratos típicos espanhóis e árabes. Lá você poderá comer um prato marroquino no almoço, tomar o chá da tarde em uma tetería (casa de chá) tradicional e depois fechar a noite em um bar de tapas. Delícia!

Fizemos um post apenas sobre esse tópico, explicando os pratos típicos e dando dicas de bons restaurantes na cidade. Você pode ler aqui: Comer em Granada: pratos típicos e restaurantes.

O-que-fazer-em-granada-comer

O que fazer em Granada – preços

Felizmente achamos Granada uma cidade bem mais barata do que Barcelona ou Madrid, por exemplo. Mesmo sendo bem turística, os valores das comidas, entradas e até hospedagem são justos – nosso bolso agradece!

Fizemos um post completo com os nossos gastos detalhados, separando por tópicos (hospedagem, seguro viagem, transporte, alimentação, ingressos e souvenirs). Assim você pode ter uma ideia de preços e planejar bem a sua viagem.

Leia aqui: Quanto custa viajar para Granada – gastos detalhados

Qual é a melhor época para visitar Granada?

Granada fica na Andaluzia, no Sul da Espanha e é uma cidade de extremos climáticos. No verão faz um calor de rachar, que chega aos 40 graus e no inverno faz bastante frio e vento, chegando a temperaturas negativas.

Nós fomos em janeiro, pleno inverno europeu e passamos bastante frio. Fizemos todos os passeios mesmo assim, felizes e contentes, mas visitar Granada em uma época de clima mais ameno com certeza é melhor.

Então, tente escolher ir para lá na primavera (abril, maio e junho) ou outono (outubro e novembro).

O que fazer em Granada – Mapa com os locais citados

Tem mais alguma dica sobre o que fazer em Granada? Deixe nos comentários! 🙂


Leia nossos outros posts sobre Granada:

– Onde ficar em Granada: dicas de hotéis e hostels

– Visita a Alhambra: tudo o que você deve saber

– O homem nu de Granada: uma instituição curiosa da cidade

– Quanto custa viajar para Granada: gastos detalhados

 – 4 shows de Flamenco incríveis em Granada

– Comer em Granada: pratos típicos, bebidas e dicas de restaurantes

– Granada LGBT: dicas de bares e boates gays

– Sierra Nevada: como chegar e o que fazer na estação de esqui de Granada

– Como ir do Aeroporto de Granada para o centro


Salve a imagem abaixo no Pinterest e aproveite para ver nossos Painéis de Viagem!

O-que-fazer-em-granada

IMPORTANTE! Não esqueça de adquirir o seu Seguro Viagem. Ele é obrigatório para entrar na Europa, mas mesmo nos países sem obrigatoriedade é muito importante ter o seguro. Nos Estados Unidos, por exemplo, uma consulta médica ou internação pode custar uma verdadeira fortuna e com o seguro, você terá todo o tratamento coberto. Leia sobre quando ficamos doentes no Egito e na Espanha, ou sobre outra vez em que pegamos uma intoxicação alimentar fortíssima na Bolívia. O Seguro Viagem nos salvou!
Faça aqui uma cotação sem compromisso e ganhe 5% de desconto com o cupom ESTRANGEIRA5

Planeje sua viagem! Faça suas reservas com nossos parceiros pelos links:
Compre o Seguro Viagem com a Seguros Promo
Reserve seu hotel ou hostel com o Booking.com
Compre ingressos antecipados de atrações no mundo inteiro e evite as filas com a GetYourGuide
Pesquise os melhores preços para alugar carro em mais de 140 países com a RentCars

Curta nossa página no Facebook!