Uma senha sera enviada para seu e-mail

O que fazer em Carcassonne (França) – Roteiro e dicas

Nós descobrimos a cidade de Carcassonne fazendo pesquisa para um post sobre hotéis em castelos na França. E no momento que vimos as fotos, Carcassonne entrou para nossa lista de destinos a serem visitados. E não demorou muito para a oportunidade aparecer. Logo surgiu um show do A-ha, minha banda queridinha, no festival da cidade e voilà! Ingressos comprados!

Carcassonne fica no interior da França, a 94 km de Tolouse, 300 Km de Barcelona e 750 km de Paris. É conhecida por sua bela cidadela medieval onde você vai se sentir idade média! Hoje vamos falar do nosso roteiro e dar dicas sobre o que fazer em Carcassonne.

A cidade não é muito grande então dá para visitar os principais pontos com tranquilidade em um dia completo. Se você tiver dois dias disponíveis para a cidade, poderá fazer tudo com mais calma. Inclusive fazer uma visita a uma vinícola local e provar vinhos. Adoramos visitar Carcassonne e indicamos a quem gosta de história e/ou está procurando um destino romântico na França.

ATENÇÃO! O Seguro Viagem é obrigatório para entrar na França.
Faça aqui uma cotação sem compromisso e ganhe 5% de desconto com o cupom ESTRANGEIRA5

Como chegar em Carcassonne

O aeroporto de Carcassonne (Salvaza) fica a 3 km do centro da cidade e recebe voos de várias cidades do Reino Unido, Porto e Bruxelas. Do aeroporto para a cidade é fácil ir com um shuttle que custa 6€ e parte 45 minutos depois da chegada de cada voo. Ele para na cidade medieval, Gambetta Squarena estação de trem e na Place Davilla.

Se você quiser alugar um carro – o que pode ser uma ótima pedida se está planejando uma viagem que passa por várias cidades – nossa dica é alugar pela RentCars, um buscador que compara preços nas melhores locadoras da Europa. Clique aqui para pesquisar preços e alugar seu carro com desconto na RentCars.

Nós fomos de Barcelona de ônibus. Foram 4,5 horas de viagem pela companhia FlixBus, que tem preços atrativos. O trem da Renfe-SCNF seria uma opção bem mais rápida saindo de Barcelona. Apenas 2 horas de viagem, mas infelizmente na época em que fomos eles estavam em greve. O trem direto funciona apenas durante os meses de verão. Você pode ver os horários e preços no site da Renfe-SCNF.

Onde se hospedar

Algumas opções bacanas de hotéis em Carcassone, dependendo da sua prioridade.

  • Chez Clo $ – tipo um Airbnb no centro da cidade, para galera econômica
  • Hotel Bristol $$ – simples e bom, em frente à estação de trem
  • Ibis Carcassonne Centro – $$$ – com qualidade Ibis, fica na Square Gambetta, perto da Ponte Nova
  • Carcas Hôtes Guest House – $$$$ – hotel colado na cidade medieval, muito legal, mas com preço menos salgado
  • Hotel de la Cité & Spa$$$$$ – o hotel dos sonhos, aquele do post dos hotéis em castelo. O mais luxo da cidade!

Leia mais detalhes sobre cada um desses hotéis no post: Onde ficar em Carcassonne – dicas de hotéis.

O que fazer em Carcassonne

Para te situar um pouco, um breve resumo histórico: Carcassonne é uma cidade fortificada que tem origem na época do Império Romano, quando foram construídas as muralhas ao redor da vila.

Depois a cidade foi dominada pelos visigodos e ao longo da história passou pelo domínio de vários povos. A parte murada da cidade, ou cidade medieval, foi declarada patrimônio da Humanidade da Unesco em 1997.

Carcassonne pode ser dividida em duas partes: a cidade medieval, que fica no topo do morro, e a Bastide, que fica na cidade baixa e tem construções mais recentes. Como estávamos hospedadas na cidade baixa, começamos nosso roteiro por ela. Se você chegar de ônibus ou de trem, também vai chegar aqui.

O que nós fizemos e pode funcionar para você também é conhecer a Bastide pela manhã, almoçar e depois cruzar a ponte para a parte medieval.

Bastide de Saint Louis – o que visitar na parte nova de Carcassonne

Apesar de essa ser a parte mais nova da cidade, não se engane: a cidade baixa (ou Bastide) também é muito antiga! Essa área é um bairro em formato hexagonal.

Praça Carnot

É justo no centro da Bastide, uma praça fofa com a Fonte de Netuno ao centro e diversos restaurantes e bares ao redor. Às terças, quintas e sábados de manhã lá rola uma feira de produtos locais.

É um bom local para tomar ou comer algo e descansar um pouco. Apesar de ser o centro turístico da parte baixa da cidade é menos lotada do que a parte medieval. Tem um Carrefour estratégico também.

Rua Georges Clemenceau

Essa rua é uma graça, atualmente está decorada com guarda-chuvs coloridos no alto, que formam uma cena ótima para tirar fotos! É a principal rua comercial da Bastide, então lá você encontrará diversas lojinhas de roupas, souvenirs, doces e sorveterias.

Porta dos Jacobinos

É o único portal original da Bastide que continua de pé. No dia em que fomos estava todo decorado com fotos e uma camiseta gigante pela etapa em Carcassonne do Tour de France (sim! Pegamos o Tour de France lá e vimos os ciclistas passando).

Catedral Saint-Michel

Essa é a principal igreja de Carcassonne porque no século XIX roubou o título de catedral da basílica de Saint Nazaire que fica na parte medieval. Construída no estilo gótico no século XIII, foi modificada várias vezes ao longo da história. A catedral está pertinho da Porta dos Jacobinos.

Canal du Midi

O Canal du Midi passa por diversas cidades da região e é muito importante para a parte baixa de Carcassonne. Tem 260km de extensão, 126 pontes e 6 eclusas! Também foi declarado patrimônio da Humanidade pela UNESCO.

Nossa dica para apreciar o canal é ir até a estação de trem de Carcassonne, por ali você terá uma bela vista do canal bem em frente a uma das eclusas – é legal ver o processo de esvaziar/encher para os barcos passarem.

Square Gambetta

Uma praça grande, cheia de jardins e esculturas. Nela fica o Museu de Belas Artes. Há uma série de fontes no centro e as crianças estavam ali fazendo a farra e se refrescando. Fazia 33 graus e não estava nada fácil para ninguém rs

Les Halles

O tradicional mercadão da cidade, onde é possível ver as frutas, queijos e outras delícias locais. Ali encontramos também um espaço para exposições, que estava exibindo uma exposição bem legal do Tour de France.

 

Assim que acabar de visitar a cidade baixa é hora de seguir para a Cité ou cidade medieval. Tem duas pontes para atravessar. A Ponte Velha e a Ponte Nova. A Ponte Velha era a única que ligava as duas partes da cidade antigamente e é apenas para pedestres. É legal passar pela Ponte Antiga, mas também interessante passar pela nova para ver e fotografar a ponte velha. Se for e voltar, vá por uma e volte pela outra. Ela faz parte de uma das rotas do Caminho de Santiago de Compostela.

Ao atravessar a Ponte Velha você cairá na Rua Trivalle, que é uma graça e cheia de restaurantes. Se você não comeu na Bastide, tem outra chance aqui. E ai vai rolar uma subidinha para chegar na cidade medieval.

Cidade medieval – o que visitar na Cidadela de Carcassonne

É realmente um cenário de conto de fadas! As muralhas da Ciudadela de Carcassonne medem 3km e tem 52 torres. Na verdade são duas camadas de muralha – pensa num povo que queria mesmo se proteger !

A dica é entrar pela Porta de Narbonne, mais bonita e com uma ponte levadiça. Ao entrar na cidade medieval, você se vai se deparar com ruas estreitas de pedra, sem traçado organizado. É um emaranhado de ruazinhas sinuosas. Para nós, uma das partes mais interessantes dessa visita é explorar e se perder pelas ruelas e visitar todos os cantinhos da muralha. Uma viagem no tempo!

Dentro da cidade medieval você encontrará muitas lojinhas vendendo de tudo, sorveterias, bares e restaurantes. É bem cheio de gente, então por mais que tenha um visual incrível, se você visitar em meses de alta temporada (junho, julho e agosto) o feeling se perde um pouco. C’est la vie!

Castelo de Carcassone

Uma das grandes atrações da cidade medieval é o Castelo de Carcassonne, também chamado de Palatium. Segue todo o estilo arquitetônico das muralhas, com torres pontudas – tipo o castelo da Cinderela. A entrada custa 9 euros por pessoa. Clique aqui para comprar sua entrada antecipada para o Castelo de Carcassone

Nos meses de julho e agosto rolam torneios de cavaleiros lá dentro, encenando as típicas batalhas medievais.

Basílica de Saint-Nazaire

Essa é a antiga catedral de Carcassone, construída no século XII. Com estilo gótico e vitrais coloridos lindos. Por fora, repare nas gárgulas e balaústres, que foram colocados na igreja no século XIX (bem depois da sua construção), para enfatizar o estilo gótico. A entrada é gratuita.

Teatro de la Cité

No teatro acontecem várias apresentações, incluindo o festival de Carcassonne que rola sempre no verão (e motivo da nossa ida à cidade). Veja que maravilha que é assistir a um concerto aqui:

Onde comer em Carcassone

Comer na cidade não é uma missão das mais baratas, é verdade. Mas pesquisamos bastante para achar algo bom e de preço justo e por isso deixamos as dicas para vocês.

Na Bastide: Café Le Freak (30 Rue de Verdun), com menus no almoço que incluem entrada e prato principal por €16. Almoçamos lá e estava tudo gostoso. O ambiente também é fofo.

Na cidade medieval: Jantamos no restaurante Le Bellevue (10 Rue de la Porte d’Aude), um restaurante grande que oferece menus (entrada + prato principal + sobremesa) por €14. Pedimos salada, frango à narbonnaise com fritas e sobremesa do dia: frutas. Era simples, porém gostoso.

Outra dica é o Restaurant Le 37, que fica na Rue Trivalle. É um local muito bem indicado no 4square e pelo blog Guía Nómada de Carcassonne, mas fecha cedo.

O pessoal lá come cedo e às 13h30 tinha restaurante fechando. Então não deixe para comer muito tarde. O prato tradicional de Carcassonne é o cassoulet, mas fazia tanto calor que não tivemos coragem de encarar.

Dicas Especiais


→ Em Carcassonne existem diversos banheiros públicos, o que é sempre bom para viajantes! Mas a maioria deles cobra 50 centavos para entrar, então ande com moedas! A dica de banheiro público grátis e bem limpinho é um que está bem em frente à Porta de Narbonne.

→ Há dois centros de informação turística em Carcassonne, caso você queira pegar mapas, perguntar algo específico ou comprar souvenirs. Um deles fica na Bastide, na Rue de Verdun, 28, e o outro fica em frente à Porta de Narbonne, na cidade medieval.

Mapa com os pontos indicados nesse post

 

Leia também: Onde se hospedar em Carcassone: dicas de hotéis e hostels



Salve a imagem abaixo no Pinterest e aproveite para ver nossos 
Painéis de Viagem!

Carcassonne-Franca

IMPORTANTE! Não esqueça de adquirir o seu Seguro Viagem. Ele é obrigatório para entrar na Europa, mas mesmo nos países sem obrigatoriedade é muito importante ter o seguro. Nos Estados Unidos, por exemplo, uma consulta médica ou internação pode custar uma verdadeira fortuna e com o seguro, você terá todo o tratamento coberto. Leia sobre quando ficamos doentes no Egito e na Espanha, ou sobre outra vez em que pegamos uma intoxicação alimentar fortíssima na Bolívia. O Seguro Viagem nos salvou!
Faça aqui uma cotação sem compromisso e ganhe 5% de desconto com o cupom ESTRANGEIRA5

Planeje sua viagem! Faça suas reservas com nossos parceiros pelos links:
Compre o Seguro Viagem com a Seguros Promo
Reserve seu hotel ou hostel com o Booking.com
Compre ingressos antecipados de atrações no mundo inteiro e evite as filas com a GetYourGuide
Pesquise os melhores preços para alugar carro em mais de 140 países com a RentCars

Curta nossa página no Facebook!