Uma senha sera enviada para seu e-mail
xNZ9wwwYWTI

Como é passar o ano novo em Londres

A festa de reveillon de Londres é uma das mais famosas do mundo. Assistir a queima de fogos que acontecem em volta a London Eye, sincronizados com música, é uma experiência única.

Como contamos nesse outro post sobre os melhores lugares para passar o ano novo, já tínhamos passado um réveillon em Londres antes, em 2014. Nessa primeira ocasião passamos na rua e, apesar de ter sido lindo, passamos muito frio e desconforto.

Ano novo em Londres – fogos na London Eye, Big Ben e Parlamento. Como não amar?

ATENÇÃO! O Seguro Viagem é obrigatório para entrar na Inglaterra.
Faça aqui uma cotação sem compromisso e ganhe 5% de desconto com o cupom ESTRANGEIRA5

Vimos os barcos que iam de lá para cá nas horas anteriores a virada do ano, e no momento da queima de fogos pararam próximos a London Eye. Um luxo, queríamos demais fazer isso.

Decidimos então, que um dia passaríamos em uma festa no barco, dentro do Rio Tâmisa! Nos planejamos e na virada de 2017 para 2018, realizamos esse sonho.

Ingressos e preços

Compramos os ingressos para a festa no barco pela internet, em outubro. E muito importante comprar com antecedência pois os ingressos acabam. Escolhemos um barco que oferecia comida, pista de dança com DJ na parte de cima e uma área aberta para ver os fogos. Era uma das opções mais baratas: 99 libras por pessoa. Tem opções com jantar completo, sentadinho na mesa, mas esses custam uma fortuna.

ano novo em Londres

Recebemos por e-mail os tickets para entrar no barco e poder acessar a área dos piers. Toda essa região próxima da London Eye fica fechada e é preciso comprar um ingresso para assistir à queima de fogos de pertinho (sim, mesmo de pé na rua).

A hora da festa

Estávamos com a minha família, então lá fomos nós, 6 pessoas, de metrô até a estação Embankment. Ali havia uma saída exclusiva para quem ia pegar os barcos. Mostramos os ingressos e entramos no píer.

O horário de embarque estava marcado para 19h, chegamos com meia hora de antecedência para garantir, porque não sabíamos se teria muvuca. Ficamos ali esperando na sala de espera, que logo foi ficando superlotada. Quando chegou o horário de embarque, foi tudo bem confuso. Ao invés de se formar uma fila rolou um grande amontoado de pessoas com gente se empurrando e “furando” a fila.

Nosso barco chegando

Houve uma revista de segurança muito mais ou menos antes de entrar no barco, confesso que achei isso ruim. Entramos no barco e fomos para o andar de cima, já não havia lugar para sentar em nenhum dos dois andares. E essas pessoas tristes, correram, sentaram e não tiraram suas bundas dos bancos durante às 5 horas de festa! Por isso nós não pudemos sentar nem 1 minutinho sequer.

O barco estava bem cheio. Confesso que eu achei que seria um pouco menos abarrotado. E por isso o conforto que a gente esperava não rolou.

As bebidas não estavam incluídas, então compramos diretamente no bar. Estávamos esperando valores absurdos, e no fim os preços estavam bem justos, parecidos com os preços de pubs no centro de Londres. Cada pint de cerveja custava 4,50.

A comida servida era melhor do que esperávamos! Sabíamos que era finger food, ou seja comidinhas para comer com a mão, mas tinha até coxinhas de frango e baked potato, além de sanduíches, salada, maionese… Estava tudo bem farto, não faltou comida (mas faltou prato depois das 22h, acredite se quiser, rs).

Andar de cima do barco, onde é a pista de dança e o bar. Foto: Thames Party Boats

No andar de cima, onde estava o bar, rolava a pista de dança. Dançamos bastante, ficamos alternando entre o calor da pista fechada e o frio congelante da parte aberta. O Dj estava mandando bem na música, vários hits universais que todo mundo conhece para ficar bem animado.

Já as pessoas não pareciam tão animadas assim. A gente via ou pessoas muito quietinhas, quase imóveis olhando a paisagem lá fora e outras muito bêbadas fazendo idiotices. Não parecia ter meio termo (além de nós que estávamos dançando felizes, mas sem enfiar o pé na jaca).

O barco zarpou 19h30 e fez um passeio de quase 4 horas pelo rio, passando pelos pontos turísticos mais importantes ao longo do Tâmisa. Passamos pela London Eye, The Shard, as lindas pontes (a Tower Bridge é a mais linda, sempre!). Chegamos até Greenwich! Para apreciar a vista o melhor era ficar na parte aberta do barco, apesar do frio congelante.

Depois o barco voltou todo o caminho e fomos para o outro lado do rio, passando pela Tate Britain. Pouco depois das 11h, o barco foi se dirigindo para mais perto da London Eye e atracou, mas ainda do outro lado da ponte de Westminster. Então ficamos de lado para os fogos. Quando passamos na rua ficamos bem de frente para a London Eye. Dali fizemos a contagem regressiva e pudemos ver a queima de fogos do Réveillon.

A queima de fogos dura mais ou menos 15 minutos e é muito bonita, porque os fogos são sincronizados com música britânica. Ouvir o Big Ben anunciando a chegada do ano novo e tocando enquanto os fogos correm pelo céu é emocionante!  Aqui estão os fogos na íntegra:

 

Gostamos bastante da experiência, mas ela não foi tão confortável quando imaginávamos. Também ficamos de pé e passamos frio como da outra vez em Londres, só que dessa vez no barco. Pelo menos dava para esquentar um pouco dentro do barco e tinha banheiro!

Por um momento nos perguntamos se o passeio não estava tão confortável porque optamos por um dos barcos mais baratos, mas olhando os outros barcos vimos que eles serviam jantares granfinos nas mesas e as pessoas pareciam mega entediadas. Ou seja, comprar um mais caro com jantar provavelmente não seria mais legal. Pelo menos passamos a noite balançando a raba ao som de Shakira, Beyonce, Ricky Martin…

Vale a pena fazer esse passeio por todo o contexto, porque é uma festa legal, um ângulo único… Mas acho que é para fazer uma vez na vida e pronto. Eu não repetiria.

 

IMPORTANTE! Não esqueça de adquirir o seu Seguro Viagem. Ele é obrigatório para entrar na Europa, mas mesmo nos países sem obrigatoriedade é muito importante ter o seguro. Nos Estados Unidos, por exemplo, uma consulta médica ou internação pode custar uma verdadeira fortuna e com o seguro, você terá todo o tratamento coberto. Leia sobre quando ficamos doentes no Egito e na Espanha, ou sobre outra vez em que pegamos uma intoxicação alimentar fortíssima na Bolívia. O Seguro Viagem nos salvou!

Faça aqui uma cotação sem compromisso e ganhe 5% de desconto com o cupom ESTRANGEIRA5


box-planeje-viagem-teste-2

Clique aqui para fazer o seu seguro viagem com a SegurosPromo

Clique aqui para reservar seu hotel ou hostel no Booking.com

Clique aqui para comprar ingressos antecipados na GetYourGuide


Curta Estrangeira no Facebook: http://facebook.com/EstrangeiraViagens

Siga Estrangeira no Instagram: http://instagram.com/estrangeiraviagens

Assine o canal do YouTube do Estrangeira: http://youtube.com/estrangeira

Siga Estrangeira no Pinterest: http://pinterest.com/Estrangeirablog