Uma senha sera enviada para seu e-mail

Bolivia Hop e Peru Hop – viajando de ônibus na Bolívia e Peru

Descobrimos a Bolivia Hop nas nossas pesquisas de passagens de ônibus entre as várias cidades que íamos visitar na Bolívia e no Peru e achamos a ideia muito boa. Eles criaram diversos roteiros entre as cidades que são mais visitadas nos dois países e vendem passes para esses itinerários no esquema hop on-hop off. Ou seja, você pode parar em casa cidade e pegar outro ônibus quando for mais conveniente para seguir viagem.

Uma coisa que nos conquistou foi o fato que eles te pegam e te deixam na sua hospedagem! Isso é muito prático e você não precisa se preocupar com o transporte da/até a rodoviária ou para fazer os passeios.

Parada no mirante para apreciar Copacabana o alto.

Parada no mirante para apreciar Copacabana o alto.

Eles também oferecem os passeios nas cidades atendidas e você pode comprar direto com o guia dentro do ônibus. Os preços são equivalentes ao cobrados pelas outras operadores, então achamos super prático. Alguns passeios eles oferecem descontos muito bons, inclusive. Por exemplo, o sobrevoo das linhas de Nazca custa US$ 80 com eles. O mais barato que conseguimos encontrar por fora foi US$ 95.

ATENÇÃO! Recomendamos sempre viajar para fora do Brasil com Seguro Viagem. Veja, inclusive, o post onde contamos que ficamos super doentes em La Paz e o seguro nos salvou.
Faça aqui uma cotação sem compromisso e ganhe 5% de desconto com o cupom ESTRANGEIRA5

É flexível! Você pode ir alterando as datas pelo site, através do seu número de reserva ou avisando o guia do ônibus. Simples assim. Por exemplo, não conseguimos pegar o ônibus de La Paz porque passamos mal na madrugada anterior. Não dava mais tempo de mudar pelo site, então de manhã quando o ônibus veio nos buscar apenas avisei que estávamos passando mal e que iríamos no dia seguinte. Reagendamos pelo site e pronto! E o passe é válido por 1 ano!

Eles não servem refeições a bordo, mas tem convênios com restaurantes locais que oferecem descontos para os clientes Bolivia Hop e Peru Hop.

Aqui tem o vídeo mostrando nossa experiência, os ônibus, os passeios e a beleza do Lago Titicaca  🙂

 

Nosso ônibus cruzando o lago Titicaca numa embarcação ainda no lado Boliviano. Nós fomos em outro barco só de passageiros, junto com vários locais.

Nosso ônibus cruzando o lago Titicaca numa embarcação ainda no lado Boliviano. Nós fomos em outro barco só de passageiros, junto com vários locais.

Quais são os roteiros?

Os ônibus passam por La Paz, Copacabana, Puno, Arequipa, Cusco, Nazca, Huacachina, Paracas e Lima. Tem roteiros variados, saindo de várias cidades. O site está bem organizado, mostrando todas as opções a partir de cada cidade. São 42 tipos de passes no total. No site você consulta os timetables com todos os horários de saída para se planejar.

Para ver todos os passes e consultar timetables, visite o site da Bolivia Hop.

Nossa experiência com a Bolivia Hop

Nós fizemos o roteiro La Paz – Copacabana – Puno – Cusco. Nosso horário de saída de La Paz era 6:35- 6:45. O ônibus chegou pontualmente. O guia bilíngue nos recebeu. Não há lugares marcados. Escolhemos dois assentos, o que não foi problema pois esse ônibus estava bem vazio.

Fiquei um pouco assustada quando vi que o ônibus não tinha banheiro. Eu que sou mijona fico em pânico sem um banheiro por perto. Mas no site eles explicam que não é possível ter toilet nos ônibus que fazem o Titicaca devido às restrições de peso. Segundo eles nenhum ônibus que faz essa rota tem banheiro.

O primeiro ônibus, de La Paz para Copacabana na Bolívia.

O primeiro ônibus, de La Paz para Copacabana na Bolívia.

A saída de La Paz foi demorada porque as ruas são muito ruins. Pouco antes de pegar a estrada paramos num posto de gasolina para ir ao banheiro e comprar snacks na conveniência.

Depois dessa parada o guia nos entregou uma garrafa de água e um documento com informações da cidade de Copacabana, nosso destino, um mapa e detalhes sobre o tour até a Isla del Sol. Nós já fechamos o passeio direto com a empresa por US$ 10 ou 30 bolivianos. Mesmo preço cobrado pelas empresas em Copacabana.

Chegamos em Copacabana às 11h20, a tempo de almoçar antes do tour. Encontramos o grupo na âncora que fica na prainha e pegamos nosso barco para a Isla del Sol. Um viagem de cerca de 40 minutos que aproveitamos para cochilar rs

A âncora no lago é o ponto de encontro para chegadas e saídas.

A âncora no lago é o ponto de encontro para chegadas e saídas.

Tudo ok com nosso passeio, subimos a Isla del Sol, e como em todos os passeios para lá o tempo foi apertadinho. Deu apenas para percorrer a trilha e chegar no porto para voltar para Copacabana.

Ai tivemos 20 minutos para banheiro, trocar dinheiro e voltar para o ônibus. Dessa vez um monte de gente que dormiu na cidade se juntou a nós para seguir para Puno.

Prêmio por chegar na parte mais alta da Isla del Sol. :)

Prêmio por chegar na parte mais alta da Isla del Sol. 🙂

A fronteira Bolívia e Peru fica a apenas 10 minutos de Copacabana. O guia nos ajudou passando informações e garantindo que todos estivessem com a documentação preparada. Passamos primeiro na imigração Boliviana, quando começou a chover e ventar muito forte. Tivemos que percorrer o trecho até a imigração Peruana a pé. Corremos puxando malas e sacolas do jeito que dava. Debaixo de chuva nem conseguimos fazer fotos na marca no chão que marca a fronteira dos dois países, nem da marca Peru.

Já do lado Peruano trocamos de ônibus e de guia. Esse ônibus maior, mais confortável e com banheiro (oba!). O guia explicou um pouco sobre o Peru, outras cidades atendidas pela Bolivia Hop/Peru Hop, possibilidades de passeio, comidas que deveríamos experimentar… Depois foi falando individualmente com cada um para ver os passeios que cada um gostaria de fazer.

Fechamos o passeio até as Ilhas Flutuantes dos Uros na tarde do dia seguinte. Existe também a opção de fazer pela manhã. Mas não queríamos acordar cedo para sair às 6:30. Outra opção é o passeio de dia inteiro que visita também as Ilhas Taquile. Ou o passeio de 2 dias com pernoite numa casa familiar na ilha.

Assim que chegamos em Puno, trocamos para uma van que foi deixando todo mundo nas suas hospedagens. Isso é sem dúvida a melhor coisa da Bolívia Hop.  🙂

No tarde do dia seguinte, vieram nos buscar de taxi para o passeio. Além de nós duas, pegamos mais uma australiana e seguimos pro porto pegar o barco. Não tivemos tempo de aproveitar, mas achamos a área do porto uma graça.

O barco que nos levou para Uros, com vários coletes salva vidas, né?

O barco que nos levou para Uros, com vários coletes salva vidas, né?

Tomamos o barco num grupo pequeno, estávamos em 6 pessoas. O guia nos explicou sobre o Lago Titicaca (aprendemos que a pronúncia correta é Titirrarra!!!) e sobre as ilhas flutuantes dos Uros.

Paramos em duas ilhas, uma menor onde nos explicaram como as ilhas são construídas, visitamos um quarto e pudemos conversar com a moradora da ilha e fazer perguntas. Elas oferecem artesanatos feitos por elas e um passeio no barco especial deles (por um custo adicional de 10 soles). Nós embarcamos para dar uma força para s Uros e depois nos deixaram numa ilha maior, onde há restaurante, bar e hotel.

Na primeira ilha flutuante onde conversamos com os locais e aprendemos sobre a cultura dos Uros.

Na primeira ilha flutuante onde conversamos com os locais e aprendemos sobre a cultura dos Uros.

Voltamos para a cidade de Puno e tivemos tempo para dar um passeio e jantar antes de sermos apanhadas para nosso destino final. A van nos levou até o ônibus que segue para Cusco. Um ônibus grande de dois andares. Fomos no andar de cima. Acabamos sentando bem lá no fundão, únicos assentos duplos disponíveis.

Os bancos eram bem confortáveis e ao invés de cobertores tinha edredons para a gente se cobrir! Adorei os edredons! O guia veio falar conosco e nos passou as informações necessárias. Havia pessoas que iam para Arequipa e o ônibus ia parar dai um tempo para que esses passageiros mudassem para outro ônibus.

Aqui vocês podem ver o tanto que o assento desce e o espaço entre as poltronas.

Aqui vocês podem ver o tanto que o assento desce e o espaço entre as poltronas.

Fizemos uma votação para decidir qual filme seria exibido. Ganhou O Rei Leão! Mas eu acabei dormindo logo no início do filme. Rs

O guia perguntou também se a temperatura estava boa. A galera disse que sim. Até então estava mesmo, mas ao longo do caminho foi ficando cada vez mais quente até virar um calor insuportável. Eu até pensei em pedir para aumentarem o ar condicionado, mas não sabíamos onde ficava o guia e o ônibus é daqueles que não tem acesso ao motorista. Ainda bem que alguém acabou conseguindo abrir uma janela lá para frente e conseguimos mudar para lá depois que um passageiro que ia para Arequipa desceu.

A estrada é bem sinuosa e o ônibus de dois andares balança bastante. Eu e Gabi temos o labirinto sensível e acabamos com enjoo. Tomamos umas gotas de Dramin e isso resolveu o problema. Então se você for como nós, já leve seu Dramin também.

O banheiro era bacana, limpo e tinha papel higiênico bom. Eles pedem para usar o toilete apenas para número 1 e se precisar fazer o número 2  é para pedir para parar o ônibus. Eu duvido que alguém obedeça essa regra rs

As pulseiras de identificação Bolivia Hop.

As pulseiras de identificação Bolivia Hop.

Chegamos em Cusco já com o dia claro, pouco depois das 6 da manhã. Tivemos que esperar um pouco até os taxis chegarem para nos levarem para o hotel. Fomos apertados em 4 pessoas e um europeu gigante teve que ir com minha mala pequena entre as pernas pois não cabia todas as malas no porta-malas. Eles preferiram ir assim a ter que esperar outro táxi chegar. De qualquer maneira era um trajeto de 5-10 minutos.

Nós gostamos do serviço. Achamos prático e com preço justo. Algumas pequenas coisas podem melhorar, como o tempo de espera pelos taxis na chegada em Cusco. Mas fora isso tudo funcionou bem. E nos sentimos seguras. Vou dizer que da outra vez que fiz essa viagem com empresas de ônibus comuns foi meio tenso. O ônibus parava na estrada toda hora, entrava polícia com lanterna, reviravam o porta-malas… Era tenso. Com a Bolivia Hop ficamos bem tranquilas. Super indicamos para os viajantes, especialmente para mulheres viajando sozinhas!


Ps: esse passeio foi feito em parceria como indicado, mas não se preocupe! Aqui no ESTRANGEIRA nós só contamos experiências verdadeiras que tivemos e damos nossa opinião sincera. Mesmo quando fechamos parceria somos honestas com os leitores sobre tudo, porque o nosso objetivo é dar informação verdadeira e de qualidade para vocês! As políticas do blog podem ser consultadas na aba “Sobre” do menu!

IMPORTANTE! Não esqueça de adquirir o seu Seguro Viagem. Ele é obrigatório para entrar na Europa, mas mesmo nos países sem obrigatoriedade é muito importante ter o seguro. Nos Estados Unidos, por exemplo, uma consulta médica ou internação pode custar uma verdadeira fortuna e com o seguro, você terá todo o tratamento coberto. Leia sobre quando ficamos doentes no Egito e na Espanha, ou sobre outra vez em que pegamos uma intoxicação alimentar fortíssima na Bolívia. O Seguro Viagem nos salvou!
Faça aqui uma cotação sem compromisso e ganhe 5% de desconto com o cupom ESTRANGEIRA5

Planeje sua viagem! Faça suas reservas com nossos parceiros pelos links:
Compre o Seguro Viagem com a Seguros Promo
Reserve seu hotel ou hostel com o Booking.com
Compre ingressos antecipados de atrações no mundo inteiro e evite as filas com a GetYourGuide
Pesquise os melhores preços para alugar carro em mais de 140 países com a RentCars

Curta nossa página no Facebook!