17 parques em São Paulo para relaxar

Se você mora em São Paulo ou está visitando a selva de pedra, com certeza adoraria tirar algumas horas – ou um dia todo – perto da natureza, para fugir do caos e relaxar. Nesse post selecionamos os 17 parques em São Paulo mais legais, para você encontrar a paz sem ter que sair da cidade!

Existem mais parques em São Paulo do que a maioria das pessoas imagina e há para todos os estilos: para quem curte trilha e silêncio, gosta de um passeio mais urbano, quer andar de bicicleta ou patins, fazer piquenique ou levar as crianças…

Dividimos a lista dos parques pelas zonas da cidade, assim fica mais fácil você já identificar quais são os que estão mais perto de você! Ao final do post colocamos um mapa com todos os parques citados marcados. Confira a lista abaixo! :)

Parques em São Paulo: CENTRO

1. Parque do Ibirapuera

Começamos a lista com o Parque do Ibirapuera, que é o maior e mais famoso parque de São Paulo e o mais visitado da América do Sul, sabia? Está localizado bem no coração da cidade, na Vila Mariana, e a entrada é grátis. Foi inaugurado em 1954 e é gigantesco! Lá dentro há muitos parques, jardins, lagos, lanchonetes, museus e equipamentos culturais.

O Parque do Ibirapuera agrada a todos os tipos de pessoas. Um bom parque para ir com crianças, cachorros ou sozinho. Está sempre cheio, é verdade, então não tem aquele clima de isolamento. Há diversos estacionamentos pelo parque, com valor fixo de R$10 durante a semana e R$12 aos fins de semana.

parque-ibirapuera-sao-paulo

Se quer se exercitar, lá pode caminhar, correr, andar de patins, skate ou bicicleta (inclusive, há serviço de aluguel de bike). Há várias quadras esportivas e pedalinhos. Fique ligado na programação dos museus, do planetário e dos shows no Auditório Ibirapuera (construído por ninguém menos que Oscar Niemeyer!)

Endereço: Av. Álvares Cabral, S/N, Vila Mariana, São Paulo

Como chegar: A estação de metrô mais próxima é a AACD Servidor, Linha 5. Não é uma linha muito prática em São Paulo, então pode ser que fique mais fácil pegar algum ônibus que passe na frente, descendo pela Avenida Brigadeiro Luís Antônio, como as linhas:

  • 475R/10 – Jd. São Savério / Term. Pq. D. Pedro II
  • 477A/10 – Sacomã / Term. Pinheiros
  • 5111/10 – Term. Sto. Amaro / Term. Pq. D. Pedro II
  • 5119/10 – Term. Capelinha / Lgo. São Francisco
  • 5131/10 – Cid. Ademar / Pq. D. Pedro II (não circula domingo)
  • 5154/10 – Term. Santo Amaro / Term. Princesa Isabel
  • 5164/21 – Cid. Leonor / Pq. Ibirapuera
  • 5175/10 – Baln. São Francisco / Praça da Sé
  • 5178/10 – Jd. Miriam / Praça João Mendes
  • 5185/10 – Term. Guarapiranga / Term. Pq. D. Pedro II
  • 6412/10 – Paraisópolis / Paulista
  • 669A/10 – Term. Sto. Amaro / Term. Princ. Isabel

Leia também: Os 15 melhores passeios culturais em São Paulo

2. Parque Jardim da Luz

Mais central, impossível. O Parque Jardim da Luz está no bairro da Luz, o coração do centro antigo de São Paulo. Coladinho com a Pinacoteca de São Paulo, um dos museus mais legais da cidade, e do Museu da Língua Portuguesa. Uma boa ideia de passeio combinado!

São 113.400 m² para aproveitar um pouco de paz em meio ao caos do centro. Lá dentro tem um lago, área recreativa para crianças,  pista de cooper, gruta, várias esculturas espalhadas… O legal do Parque Jardim da Luz é que ele tem uma relevância histórica importante, já que foi aberto ao público pela primeira vez em 1825!

Endereço: Praça da Luz, s/n – Bom Retiro, São Paulo

Como chegar: É muito fácil chegar lá, já que o parque está na frente da estação Luz do metrô (Linha 1 azul ou Linha 4 amarela). De ônibus, também existem as opções:

  • 106A-10 – Metrô Santana / Itaim Bibi
  • 7600-10 – Shopping Morumbi / Metrô Armênia

3. Parque da Aclimação

Inaugurado em 1983, o Parque da Aclimação tem 112 mil metros quadrados e é uma ótima opção para relaxar na zona centro-sul de São Paulo.

O Parque conta com um lago natural bem grandão e uma área com eucaliptos, um jardim japonês com espelho d’água, aparelhos de ginástica, pista de caminhada, playgrounds infantis, espaço para piquenique, campo de futebol e de quadras de vôlei. Lá dentro fica ainda a Biblioteca Temática de Meio Ambiente.

Endereço: Rua Muniz de Sousa, 1.119 – Aclimação, São Paulo

Como chegar: o metrô mais próximo é a estação Paraíso (Linha 1 azul e Linha 2 verde), mas você tem que caminhar 1,3 km até o Parque da Aclimação. As linhas de ônibus que passam perto são:

  • 805l-10 – Aclimação via Sé / Terminal Princesa Isabel
  • 4122-10 – Gentil de Moura / Praça da República
  • 857R-10 – Aclimação / Terminal Campo Limpo
  • 408A-10 – Machado de Assis / Cardoso de Almeida

Leia também: 6 hostels bons e baratos em São Paulo

4. Parque Buenos Aires

O Parque Buenos Aires é um parque urbano localizado em Higienópolis, um dos bairros mais nobres de São Paulo. São 22 mil metros quadrados de área verde – ele é pequeno, mas é um lugar gostoso para caminhar ou fazer um piquenique com os amigos. Já comemoramos vários aniversários ali com a galera.

Lá tem playground, cachorródromo e a Praça das Mães, uma área reservada para programações culturais, aulas de tai-chi.

Endereço: Av. Angélica, 1500 – Higienópolis, São Paulo

Como chegar: Para que vai de metrô, basta descer na Estação Higienópolis Mackenzie (Linha 4-Amarela) e caminhar por uns 15 minutinhos até o parque. Há várias opções de linhas de ônibus que passam pelo Parque Buenos Aires:

  • 805L-10 – Terminal Princesa Isabel / Aclimação
  • 177H-10 – Metrô Santana / Cidade Universitária
  • 719R-10 – Rio Pequeno / Metrô Barra Funda
  • 877T-10 – Vila Anastácio / Metrô Paraíso
  • 719P-10 – Terminal Pinheiros / Terminal Princesa Isabel
  • 719R-10 – Rio Pequeno / Metrô Barra Funda
  • 874T-10 – Ipiranga / Lapa
  • N841-11 – Terminal Vila Mariana / Santa Cecília

parque-buenos-aires

5. Parque Augusta

O Parque Augusta inaugurou recentemente e foi resultado da batalha dos moradores locais pelo espaço. É bem central, entre a Consolação e a Rua Augusta, lá no final. O parque não é muito grande, tem 24.603 m2, mas por estar no meio de uma área cheia de prédios, ele tem um apelo legal.

Durante a semana o parque fica bem tranquilo e é uma ótima pedida para ler um livro, descansar na rede ou fazer caminhada. No fim de semana fica bem cheio. O parque tem uma área mais aberta a outra que conserva as árvores do bosque.

A estrutura do Parque Augusta é boa, contando com vários bancos, redário (local com postes para você pendurar a sua rede), parquinho infantil, banheiros novinhos, cachorródromo e aparelhos de ginástica para idosos.

Como ele está na área mais gay da capital, é um ponto de encontro dos LGBTs.

parque-augusta-sao-paulo

Endereço: R. Augusta, 200 – Consolação, São Paulo

Como chegar: o Parque Augusta está próximo das estações de metrô Higienópolis Mackenzie (linha 4 amarela) e República (linha 3 vermelha). Há muitas opções de ônibus que passam por ali, já que qualquer linha que passe pela consolação ou pela rua Augusta passarão pelo parque. Algumas opções são:

  • 7411-10 – Cidade Universitária / Praça da Sé
  • 7458-10 – Jardim Boa Vista / Estação da Luz
  • 8705-10 – Anhangabaú / Shopping Continental
  • 702U-10 – Cidade Universitária / Terminal Parque Dom Pedro II
  • 7903-10 – Jd. João XXIII / Praça Ramos
  • 875A-10 – Aeroporto / Perdizes
  • 908T-10 – Butantã / Terminal Parque Dom Pedro II
  • 107T-10 – Tucuruvi / Terminal Pinheiros

Leia também: O que fazer em São Paulo no fim de semana – 18 passeios incríveis

Parques em São Paulo: ZONA OESTE

6. Cidade Universitária – USP / Butantã

Falando de zona Oeste, chega a vez da minha queridinha: a Cidade Universitária da USP, no Butantã. Queridinha porque nós moramos no bairro por anos e usávamos esse local enorme como reduto de paz e tranquilidade, e também porque eu fiz faculdade lá.

A cidade universitária é muito grande, com aproximadamente 3.700.000 m2! Lá dentro, entre os prédios das diversas faculdades, há muita natureza e pracinhas. Locais para sentar e fazer um piquenique não faltam. Como é uma área grande e isolada, a sensação de estar isolado e longe da metrópole é real.

É um local frequentado por pessoas de todas as idades, especialmente durante os fins de semana, que vão para caminhar, correr, andar de bicicleta ou passear com o cachorro. Na raia da USP os atletas treinam canoagem. O único ponto negativo é a falta de locais para comer quando as faculdades estão fechadas.

Também há museus que podem ser visitados. E coladinho à Usp, fica o Instituto Butantã, que vale muito a pena ser visitado também.

parques-em-sao-paulo-usp

Apesar de ser a cidade universitária da USP o local é uma área pública aberta e gratuita. Porém, é preciso ter atenção aos horários para não dar de cara com os portões fechados. Confira nesse link: Horários Cidade Universitária USP.

Endereço: Praça Prof. Reynaldo Porchat, S/N – Butantã, São Paulo

Como chegar: a estação de metrô Butantã (Linha 4 amarela) está a 15 minutos caminhando da portaria principal da Cidade Universitária. Se você tem preguiça de caminhar, da própria estação de metrô sai o ônibus 8022-10, que faz o caminho até a USP.

7. Parque Villa Lobos

O Parque Villa Lobos é um dos mais conhecidos de São Paulo, ficando bem próximo à marginal Pinheiros e com uma infraestrutura muito boa. São 732.000 m2 pra toda família se divertir muito no bairro Alto de Pinheiros.

O parque tem uma ciclovia, quadras, campos de futebol, playground, um bosque com espécies de Mata Atlântica, área de lazer com aparelhos para ginástica, pista de cooper, de patins e skate, tabelas de street basketball, anfiteatro com área aberta para shows. Há serviço de locação de bicicletas.

Na entrada principal do Parque Villa Lobos existem alguns quiosques de pastel, coco, hot dog e sorvete. Dentro do parque tem 3 lanchonetes. A nossa dica é levar a comida para fazer um piquenique, vai ser bem mais gostoso. :)

Estima-se que cerca de 20 mil pessoas frequentam o parque aos finais de semana. Ou seja, é um lugar cheio! A entrada ao parque é grátis, mas o estacionamento é pago: carros pagam R$5,00 por até 2h ou R$10,00 por até 12h, quanto motos pagam R$2,50 por até 2h e R$5,00 por até 12h.

Endereço: Av. Prof. Fonseca Rodrigues, 2001 – Alto de Pinheiros, São Paulo

Como chegar: O jeito mais fácil é chegar de trem, pela linha CPTM-09 sentido Osasco. A estação Villa Lobos- Jaguaré tem uma entrada bem próxima para o parque.

Leia também: Rua 25 de Março em São Paulo – paraíso das compras

8. Parque da Água Branca

O Parque da Água Branca, oficialmente chamado de Parque Doutor Fernando Costa, é um dos mais charmosos de São Paulo, na nossa opinião.  Fica no bairro da Barra Funda. Tem 137.000 m2 e foi inaugurado em 1929. É um local bacana para descansar lendo um livro, meditando ou aproveitando o contato com a natureza.

O Parque da Água Branca tem cara de fazenda bem no meio da cidade, com os caminhos de terra batida e uma quantidade incríveis de animais que moram lá. Galinhas e patos ficam soltos pelo parque!

parque-da-agua-branca

Lá estão o Museu Geológico e a Casa de Caboclo, o Aquário mais antigo da cidade de São Paulo e um Relógio do Sol. Há equipamentos de ginástica disponíveis na Praça do Idoso, uma Arena Hípica, um Centro de Referência em Educação Ambiental e espaços para exposições e feiras. Tem lago com fonte e várias construções bonitas que rendem belas fotos.

O Café da Manhã orgânico do Parque da Água Branca é um atrativo especial. Nos fins de semana, eles servem opções de brunch.

Endereço: Av. Francisco Matarazzo, 455 – Água Branca, São Paulo

Como chegar: a estação de metrô mais próxima é a Barra Funda (linha 3 – Vermelha). É uma caminhada de dez minutinhos até o parque. Algumas linhas de ônibus que passam por lá são:

  • 8615-10 – Parque da Lapa / Terminal Parque Dom Pedro II
  • 8594-10 – Praça Ramos de Azevedo / Cid. Dabril
  • 8622-10 – Praça Ramos de Azevedo / Morro Doce

9. Parque do Povo

O Parque Mário Pimenta Camargo, mais conhecido como Parque do Povo, foi inaugurado em 2008 e fica no Itaim Bibi, no centro-oeste de São Paulo. São 133.547m² com três quadras poliesportivas, aparelhos de ginástica, parquinho infantil, ciclovia, pista de caminhadas e um jardim sensitivo em forma de labirinto, composto por espécies ornamentais e medicinais que estimulam olfato, tato e visão.

O Parque do Povo é bem procurado pelas aulas de yoga gratuitas, que acontecem todas as segundas e quintas, às 8h e às 18h, e aos domingos, às 9h. Não há lanchonetes dentro do parque, então se programe para levar sua comida ou ir a algum dos restaurantes nos arredores.

Endereço: Av. Henrique Chamma, 420 – Pinheiros, São Paulo

Como chegar: A estação trem Cidade Jardim, da linha CPTM – L09 fica bem coladinha com o parque. Para quem vem de ônibus, as opções são:

  • 106A-10 – Metrô Santana / Itaim Bibi
  • 516N-10 – Jd. Miriam / Itaim Bibi
  • 637A-22 – Itaim Bibi / Term. Jd. Angela
  • 648P-10 – Term. Capelinha / Pinheiros
  • 677A-10 – Term. Jd. Ângela / Metrô Ana Rosa
  • 677A-23 – Brooklin / Term. Jd. Ângela
  • 709G-10 – Term. Guarapiranga / Itaim Bibi

parque-do-povo-sao-paulo

Parques em São Paulo: ZONA SUL

10. Jardim Botânico

O Jardim Botânico é um dos nossos parques favoritos em São Paulo porque trás aquele clima de calma, costuma estar menos cheio (possivelmente por ser um espaço pago) e tem paisagens muito bonitas. Ideal para um piquenique com grupo pequeno de amigos ou passar um dia gostoso em casal.

O Jardim Botânico, que está na zona sul de São Paulo, tem 360.000 m² de área e pode ser percorrido em mais ou menos 2 horas. Há belíssimos lagos que dão fotos muito boas.

A entrada no Jardim Botânico custa R$ 10 (inteira) ou R$ 5 (estudantes).  O estacionamento custa R$15. Eles só aceitam dinheiro ou cheque, tanto para o ingresso como no estacionamento, fique ligado. Você pode ler um post completinho que fizemos só sobre esse passeio: Jardim Botânico de São Paulo – um oásis verde na capital.

parques-em-sao-paulo-jardim-botanico

Endereço: Av. Miguel Stéfano, 3031 Água Funda

Como chegar: Infelizmente, não tem nenhuma estação de metrô perto. Se não for de carro, precisa pegar um ônibus. Segue a lista das linhas que saem de cada uma das estações de metrô mais próximas.

  • Metrô São Judas e Saúde: Linha de ônibus: 4742-10
  • Metrô São Judas – Jd. Clímax: Linha de ônibus: 475R-10 Pq Dom Pedro – Jardim São Savério
  • Metrô Santa Cruz: Linha de ônibus: 475R-10 Pq Dom Pedro – Jardim São Savério
  • Metrô Imigrantes: Linha de ônibus: 4491-10 Pq Dom Pedro – Zoológico

11. Parque da Independência

Ouviram do Ipiranga às margens plácidas… Que tal visitar o local histórico onde, diz a lenda, Dom Pedro II teria declarado a independência do Brasil? Esse é o Parque da Independência, localizado no bairro do Ipiranga, zona sul de São Paulo.

O Parque é muito bonito, dividido em duas zonas: na parte mais alta estão os lindos jardins ornamentais o icônico Museu do Ipiranga, que reabrirá em 2022 e vale a pena ser visitado.parque-da-independencia-sao-paulo

Na parte de baixo há áreas de piquenique, playground, o Monumento da Independência e a Casa do Grito (entrada grátis). É um parque urbano bem versátil, e o que eu gosto é de olhar para a cidade da parte mais alta, vendo as montanhas ao fundo e lembrando que nem todos os horizontes de São Paulo são de pedra.

A rampa do parque é usada pela galera de skate, patins e carrinhos de rolimã, que descem a toda velocidade! Dica: o Aquário de São Paulo fica ali pertinho também!

Endereço: Av. Nazaré, s/n – Ipiranga, São Paulo

Como chegar: Infelizmente não há nenhuma estação de metrô ou trem muito próximas do parque. As linhas de ônibus que passam por ali são:

  • 5108-10 – Parque Dom Pedro II / Jd. Celeste
  • 4113-10 – Praça da República / Gentil de Moura
  • 478P-10 – Sacomã / Vila Romana
  • 477P-10 – Ipiranga / Rio Pequeno

Leia também: Roteiro de passeios pelo centro histórico de São Paulo

Parques em São Paulo: ZONA LESTE

12. Parque Belém

Chegamos na zona leste, região onde estamos morando atualmente nós não poderíamos falar de parques em São Paulo sem falar do Parque Belém, oficialmente chamado de Parque Estadual Manoel Pitta. São 292.000 m² com bastante estrutura para adultos e crianças.

Já fomos algumas vezes ao Parque Belém, durante os fins de semana ele é cheio e bem animado e durante a semana é bem vazio, uma tranquilidade só! No parque você conta com quadras poliesportivas, campo de futebol, ciclovia, pista de corrida, pista de patins e skate, áreas de ginástica, playgrounds e praças com bancos.

Lá dentro fica também a Fábrica de Cultura do Belém, um espaço cultural que oferece cursos gratuitos. Você pode dar uma olhadinha na programação aqui: Fábrica de Cultura do Belém: cursos.

Endereço: Av. Celso Garcia, 2593 – Belenzinho, São Paulo

Como chegar: O Parque Belém está a apenas 10 minutos de caminhada da estação de metrô Belém (linha 3 vermelha). Os ônibus que também passam por lá são:

  • 278A-10 – Santana / Penha
  • 274P-10 – Metrô Vila Mariana / Penha
  • 2290-10 – Terminal São Mateus / Terminal Parque Dom Pedro II
  • 4210-10 – Cidade Tiradentes / Terminal Parque Dom Pedro II
  • 2678-10 – Oliveirinha / Terminal Parque Dom Pedro II
  • 2590-10 – Vila Nova / Terminal Parque Dom Pedro II
  • 2666-10 – Jardim Camargo Velho / Terminal Parque Dom Pedro II

13. Parque do Piqueri

Se alguém te falar que às beiras da Marginal Tietê existe um parque super legal que parece um mini bosque, talvez você duvide… Mas pode acreditar! O Parque do Piqueri é uma surpresa muito boa e fica no bairro do Tatuapé. Tem 97 272 m2 de belos caminhos, arbustos e árvores de grande porte.

Apesar da proximidade com a marginal, as árvores dão uma bela abafada no som e por isso o clima do Parque Piqueri é muito agradável. Lá tem lagos, zona de churrasqueiras com mesas, playground, pista de cooper, campo de futebol de areia, quadra de campo, quadras poliesportivas, aparelhos de ginástica, playgrounds, canchas de bocha e banheiros.

O nome Piqueri foi dado em homenagem à tribo indígena que habitava o trecho do atual rio Tietê. Em 1978, a área do parque correspondente à antiga Chácara do Piqueri passou para a gestão municipal. As árvores e plantas do parque são lindas, pois faziam parte dos jardins dessa chácara.

Endereço: R. Tuiuti, 515 – Tatuapé, São Paulo

Como chegar: o metrô Tatuapé (linha 3- vermelha) está a 12 minutos andando do Parque. Na nossa opinião, é a maneira mais fácil de chegar de transporte público. Também passam por ali os ônibus:

  • 1178-31 – São Miguel / Praça do Correio
  • 172J-10 – Jardim Brasil / Tatuapé

Leia também: Hotéis perto do Aeroporto Internacional de Guarulhos

parque-do-piqueri-sao-paulo

14. Parque Ecológico do Tietê

Quer um parque gigantesco com tudo e mais um pouco? Então, toma! Com 1.541.000 m2, o Parque Ecológico do Tietê foi dividido em dois: um destinado ao esporte, com um parque aquático, pista de cooper e quadras e outro parque mais contemplativo, com um lago gigantesco e várias ilhas ocupadas por macacos e um trenzinho que leva os visitantes para um passeio.

O Parque Ecológico do Tietê foi inaugurado em 1982 com o objetivo de servir de bacia de acumulação do Rio Tietê, para evitar as enchentes e ao mesmo tempo servir de espaço recreativo para a população.

O grande diferencial desse parque são as suas piscinas abertas ao público, localizadas no núcleo Engenheiro Goulart e composto por três piscinas: adulto, juvenil e infantil. Atenção: Para utilizar as piscinas, você deve apresentar exame médico e realizar um cadastro prévio. Ligue nos telefones de informações para saber como fazer isso: (11) 2958-1477/1450/9035

Endereço: Av. Dr. Assis Ribeiro, altura do nº 3.000. Indo de carro, Entre no km 17 da Rodovia Ayrton Senna, sentido SP/RJ.

Como chegar: A estação de trem Engenheiro Goular (CPTM L12) te deixa bem pertinho da entrada do parque! É o jeito mais simples de ir de transporte público. Se preferir, vá de metrô até a estação Penha (linha 3 vermelha) e lá pegue o ônibus 2375-10 Jardim Keralux, que tem uma parada bem em frente ao parque.

15. Parque CERET – Parque do Trabalhador

Mais uma opção legal na zona leste, no bairro Anália Franco, é o Parque Ceret, ou o nome completo: Centro Esportivo, Recreativo e Educativo do Trabalhador. Acredita que o parque de 286.000m2 foi idealizado e implementado pelo famoso jogador de futebol Leônidas da Silva, quando ele foi foi funcionário do Estado de São Paulo?

Fomos visitar o parque em um sábado e apesar de bem movimentado, não estava super lotado, o que foi ótimo.

A infraestrutura é boa, lá tem campos de futebol, quadras de vôlei, quadras de basquete, quadras poliesportivas, quadras de tênis,  campo de rugby, piscinas, pista para caminhada/corrida, pista de atletismo de 400 m, salas de ginástica, playground inclusivo, espaço para PETs, canchas de bocha, salão de jogos e academia ao ar livre para terceira idade.

Endereço: R. Canuto Abreu, s/n – Jardim Analia Franco, São Paulo

Como chegar: Infelizmente não há nenhum metrô próximo do Parque Ceret. Os ônibus que chegam pertinho são:

  • 2100-10 – Terminal Vila Carrão / Praça da Sé
  • 3139-10 – Vila Formosa / Praça João Mendes
  • 407f-10 – São Mateus / Metrô Belém
  • 574w-10 – Jardim Walkiria / Metrô Belém
  • 3729-10 – Shooping Aricanduva / Metrô Carrão

Parques em São Paulo: ZONA NORTE

16. Horto Florestal / Parque Estadual da Cantareira

Localizado na zona norte da cidade de São Paulo, o Horto Florestal (que tem como nome oficial Parque Estadual Alberto Löefgreen) é uma bela área verde de Mata Atlântica com 35 hectares disponíveis ao público.

Lá tem playground infantil, equipamentos de ginástica, pista de cooper e vários lagos. Entre os animais selvagens destacam-se tucanos, maritacas, esquilos e capivaras.

Coladinho ao Horto está o selvagem e enorme Parque Estadual da Cantareira, que possui uma das maiores áreas de mata tropical nativa do mundo situada em uma região urbana. Você consegue imaginar que são 7.900 hectares formados por remanescentes de Mata Atlântica?!

horto-florestal-sao-paulo

É um local ideal para aventureiros que amam trilhas, trekking e natureza. Há diversas trilhas espalhadas pelos 4 núcleos do parque, algumas com vistas incríveis e níveis de dificuldade variados. Como o parque é uma Unidade de Conservação Ambiental, há muitas espécies de animais e plantas morando lá.

Endereço: Rua do Horto, 1799.

Como chegar: É preciso ir até a estação Santana do metrô (Linha 1 – azul) e de lá, pegar o ônibus Vila Rosa (1018-10) ou Vila Albertina (1775). Outra opção é ir até a estação de metrô Parada Inglesa (Linha 1 – azul), e lá pegar a linha 2020-10 Horto Florestal.

17. Parque da Juventude – antigo Carandiru

Para fechar a lista de parques em São Paulo, vamos falar do Parque da Juventude, construído onde antigamente era o Complexo Penitenciário Carandiru. Fica no bairro Carandiru, zona norte. Tem 240.000 m2.

O Parque da Juventude tem uma área verde bem legal com jardins, bosques e uma pequena área preservada de Mata Atlântica. Além disso, há oito quadras poliesportivas e duas de tênis, pistas de skate e patins, uma pista de cooper, cachorródromo e espaço aberto para shows e eventos.

Lá está ainda a Biblioteca de São Paulo, com mais de 35 mil títulos, e o Acessa São Paulo, programa de inclusão digital do Governo do Estado. No parque você poderá observar e caminhar pelas ruínas do antigo pavilhão do presídio e caminhar pelo espaço onde antigamente existia o presídio.

Endereço: Av. Cruzeiro do Sul, 2630 – Carandiru, São Paulo

Como chegar: O metrô mais próximo do parque é o Carandiru (linha 1 azul). Os ônibus que passam por ali são:

  • 172U-10 – Cem. Parque dos Pinheiros / Mooca
  • 174M-10 – Vila Sabrina / Museu do Ipiranga
  • 2104-10 – Metrô Santana / Terminal Parque Dom Pedro II
  • 157T-10 – Metrô Santana /Metrô Jabaquara

Parques em São Paulo: MAPA

Tem mais dicas de parques em São Paulo? Deixe nos comentários! :)


Outros posts que podem te interessar

Os 15 melhores passeios culturais em São Paulo

Roteiro de passeios pelo centro histórico de São Paulo

Hotéis perto do Aeroporto Internacional de Guarulhos

6 hostels bons e baratos em São Paulo

O que fazer em São Paulo no fim de semana – 18 passeios incríveis

Jardim Botânico de São Paulo – um oásis verde na Capital

Rua 25 de Março em São Paulo – paraíso das compras


Salve a imagem abaixo no Pinterest e aproveite para ver nossos Painéis de Viagem!

IMPORTANTE! Não esqueça de adquirir o seu Seguro Viagem. Ele é obrigatório para entrar na Europa, mas mesmo nos países sem obrigatoriedade é muito importante ter o seguro. Nos Estados Unidos, por exemplo, uma consulta médica ou internação pode custar uma verdadeira fortuna e com o seguro, você terá todo o tratamento coberto. Leia sobre quando ficamos doentes no Egito e na Espanha, ou sobre outra vez em que pegamos uma intoxicação alimentar fortíssima na Bolívia. O Seguro Viagem nos salvou!
Faça aqui uma cotação sem compromisso e ganhe 5% de desconto com o cupom ESTRANGEIRA5

Planeje sua viagem! Faça suas reservas com nossos parceiros pelos links:
Compre o Seguro Viagem com a Seguros Promo
Reserve seu hotel ou hostel com o Booking.com
Compre ingressos antecipados de atrações no mundo inteiro e evite as filas com a Tiqets
Pesquise os melhores preços para alugar carro em mais de 140 países com a RentCars
Compre chip de celular internacional com a Viaje Conectado
Compre passagens aéreas com muito desconto com a Passagens Promo