A password will be e-mailed to you.

FRANÇA – Paolla visita Paris

Quando chegamos à Gare du Nord em Paris (estação central de trem norte) estávamos animados. Não houve imigração, o que não nos surpreendeu e rapidamente saímos da plataforma em um mar de turistas, residentes locais e trambiqueiros.

Nossa primeira tentativa de comprar o bilhete de metrô de uma máquina atraiu um desses trambiqueiros. Este homem se aproxima de nós prometendo nos vender bilhetes mais baratos se nós o seguíssemos. Rapidamente a segurança da estação do metrô o assusta encaminhando-nos para o guichê oficial onde alguém iria nos ajudar em inglês.

Acesse nosso post com Dicas de 6 hostels bons e baratos em Paris para te ajudar a economizar.

ATENÇÃO! O Seguro Viagem é obrigatório para entrar na França.
Faça aqui uma cotação sem compromisso e ganhe 5% de desconto com o cupom ESTRANGEIRA5

Seguimos para nosso hotel Best Western Hotel ‘De Weha’, convenientemente localizado perto do metrô ‘Place d’ Italie’. Nosso quarto não era muito charmoso, ele estava limpo, mas era meio desatualizado com azulejos rachados, um ar condicionado cujos dias de glória já haviam passado. O preço foi 168 € para duas noites com reserva de última hora, com duas camas – o que para Paris é bom.

Perto do hotel havia um shopping center com todas as comodidades. O shopping também tem o supermercado Carrefour, no qual se pode coletar os bilhetes comprados on-line para atrações como o Louvre.

Com apenas duas noites em Paris, nós começamos nossa visita com a Torre Eiffel. A torre tem quatro filas, duas das quais são para o elevador que vai até o topo e os outros apenas até a metade. Raphael, meu sobrinho, queria ir até o fim, mas eu estava feliz que quando chegamos na metade e a fila para o topo da torre estava enorme e ele desanimou.

Foi divertido estar lá em cima e olhar para a cidade. Para completar nos presenteamos com um imenso crepe depois de encontrar um lugar na grama ao lado da fonte de água do Parc du Champ Mars. Este parque é lindo e está localizado logo abaixo da Torre Eiffel, e por isso é um belo lugar para um piquenique.

Mapa do Campo De Marte - Paris

Mapa do Campo De Marte – Paris

Feliz de ter relaxado um pouco deixei que Raphael nos guiasse para a próxima parte da noite. A sua escolha foi o Arco do Triunfo. Ao chegarmos fiquei feliz de poder praticar o meu francês básico para pegar um bilhete gratuito já que meu sobrinho é menor de 18 anos.

Pessoalmente eu acho que pedir ajuda em francês facilita tudo. ‘…Excusez-Moi, Monsieur. Le garçon est mineur. serait-il possible lui obtenir un billet gratuit? Merci!Vous êtes très gentil…’

Vista do Arco do Trinfo

Vista do Arco do Trinfo

O elevador estava quebrado e isso significava subir 234 degraus. A boa notícia é que depois de subir os degraus havia um mini-museu onde pude sentar e descansar enquanto Raphael foi fotografar a vista. Ele voltou com fome e fomos para o McDonalds na Champs-Elysées, uma avenida famosa pelas suas lojas e que começa no arco do Triunfo.

Não esqueça: terça não é dia de museu!

No dia seguinte, terça-feira, saímos bem cedo para o Louvre para termos tempo suficiente de explorar tudo. Raphael já tinha uma ideia geral do museu e eu esperava apenas aparecer e comprar bilhetes na entrada. Quando chegamos na entrada Carrousel du Louvre, que é um shopping center e uma das entradas menos conhecidas para o museu, estava bem tranquilo.

Durante nosso trajeto pelo shopping center foi que caiu a ficha pois até mesmo as lojas estavam vazias. Assim que chegamos ao portão principal, lemos que o Louvre é sempre fechado às terças-feiras. Foi um golpe duro, porque iríamos partir no Eurostar para Londres logo após o almoço no dia seguinte. Depois de tirar algumas fotos engraçadas com a pirâmide invertida, sentamos para pensar sobre as nossas opções .

  • Opção 1: mudar o bilhete Eurostar = 400 GBP
  • Opção 2: pegar o ônibus para Londres = 80 GBP e como a nossa primeira etapa da viagem a Edimburgo passar uma noite horrível no Megabus ouro com tantos leitos que não dá nem pra sentar na cama, tipo lata de sardinha.
  • Opção 3: nos infiltramos no Louvre tipo os agentes de espionagem da Missão Impossível para termos o museu exclusivamente para nós.
  • Opção 4: acordar bem cedo de novo amanhã e sair do Louvre às 12:30.

Tendo escolhido a 4ª opção, fui comprar os bilhetes. Compramos umas lembrancinhas de Paris dentro do Carrousel du Louvre e usamos o super chique banheiro POINTWC por 1.5 euros. A experiência foi o máximo. Eles tinham uma atendente que limpa os banheiro antes de qualquer pessoa entrar e estavam vendendo uma linha genial de papel higiênico colorido.

Papel higiênico colorido da POINTWC

Papel higiênico colorido da POINTWC

Após nos perdemos pelas ruas de Paris depois de deixarmos o Louvre, o Raphael estava bitolado em fazer o tal do piquenique com vinho e queijo naquele jardim com a fonte perto da torre Eiffel. No entanto o meu superpoder de previsão do tempo me disse que estava para chover a qualquer momento e que não chegaríamos à torre em tempo.

Em vez disso, eu parei em um Carrefour para comprar uma baguete, queijo e petiscos em uma lojinha. Raphael não estava impressionado, mas eu sabia que ele iria gostar disso. Sem saber aonde estávamos eu só tinha como objetivo encontrar um canal tranquilo para desfrutar os últimos momentos de sol para a nossa refeição. Como mágica havia um canal perto de onde estávamos, metrô Bastille.

Era um pequeno canal com jardins e alguns barcos ancorados. Jardin-du-port-de-l arsenal que parece ser uma extensão do famoso canal Saint- Martin. O canal foi escavado em 1805, para levar água do rio Sena para a Bastilha. Port de l’ Arsenal não foi concluída até 1825, tornando-se o eixo central de um bairro inteiro de artesãos.

pic nic em Paris

pic nic em Paris

Fomos para o nosso hotel cedo para estarmos dispostos para o nosso último dia em Paris e uma visita relâmpago de meio dia ao Louvre. Raphael agora estava encarregado de baixar mapas detalhados de suas exposições e planejar cuidadosamente a nossa visita às áreas-chave, que não incluia a Mona Lisa, já que concordamos que não era a coisa mais genial no Louvre para se ver.

A Visita ao Louvre

Chegamos ao Louvre às 8h. Fomos o segundo grupo de pessoas na fila do Carrousel, enquanto as principais entradas na rua já tinha uma multidão considerável. A segurança deixou que cerca de 20 pessoas entrassem na nossa frente por terem algum passe especial.

A tensão na entrada começou a aumentar, como se as pessoas estivessem se preparando para uma corrida. Uma vez que os grandes portões de metal abriram as pessoas VIP na nossa frente perderam a cabeça e correram. Como estávamos indo direto para a estação de trem, tivemos que passar nossas mochilas pela segurança.

No subsolo onde estávamos todas as filas convergiam e desaguavam nas escadas rolantes. E foi então que a pesquisa de Raphael e suas habilidades organizacionais salvaram nosso dia. Ele rapidamente nos levou para a seção francesa da arte, onde encontramos o belíssimo ‘Apartamento de Napoleão’.

Esta seção ainda estava vazia. Sem pressa podemos admirar os quartos reais e suas obras de arte. Num momento especial quando ninguém estava olhando eu e o Raphael dançamos uma pequena valsa com a costumeira reverência como muitos o fizeram uma vez. Era um quarto verdadeiramente mágico.

Nosso guia de visita ao Louvre e a Vênus de Milo

Nosso guia de visita ao Louvre e a Vênus de Milo

Raphael nos guiou ao código de Hamurabi. Hamurabi era o rei da Babilônia durante o período em que o código foi escrito. O código é um dos mais antigos do mundo e representava a lei da Mesopotâmia. Então Raphael levou-nos a ver a estátua de Ramsey e a Vênus de Milo.

Foi aí que ficou super lotado, de uma forma assustadora. Haviam muitas pessoas puxando as outras para tirar fotos e vi até mesmo um cara fazendo um selfie de sua cabeça sobre um torso de mármore sem cabeça. Foi aí que decidimos ir embora uma hora mais cedo do que o previsto.

Estávamos exaustos quando chegamos em casa em Londres. Algum tempo depois é que eu me dei conta como sou sortuda por ter tido essa oportunidade de experimentar o mundo de Oslo para Paris em 10 dias com o passe da InterRail.

Dicas
1) No metrô compre bilhetes nos guichês oficiais.
2) Use pequenas frases em Francês para pedir ajuda. Um francês se animará em falar inglês se você começar a conversa na língua deles.
3) Desfrute de uma caminhada pelos canais e um piquenique no jardim do Parc Champ du Mars que fica embaixo da torre Eiffel.
4) A maioria dos museus são fechados às terças-feiras! E outros às segundas.

Custos por dia por pessoa: EUR150
Custo médio refeição: EUR10,00
Metro (10 bilhetes): EUR 14
Quarto duplo Hotel 3 estrelas com reserva tardia: 168,00 €
Custo médio bilhetes atrações: EUR14,00

LINKS:
http://www.aparisguide.com/maps/metro.gif
http://www.aviewoncities.com/paris/champselysees.htm
http://equipement.paris.fr/jardin-du-port-de-l-arsenal-1783
http://www.ratp.fr/en/ratp/r_61635/ticket-t/

IMPORTANTE! Não esqueça de adquirir o seu Seguro Viagem. Ele é obrigatório para entrar na Europa, mas mesmo nos países sem obrigatoriedade é muito importante ter o seguro. Nos Estados Unidos, por exemplo, uma consulta médica ou internação pode custar uma verdadeira fortuna e com o seguro, você terá todo o tratamento coberto. Leia sobre quando ficamos doentes no Egito e na Espanha, ou sobre outra vez em que pegamos uma intoxicação alimentar fortíssima na Bolívia. O Seguro Viagem nos salvou!
Faça aqui uma cotação sem compromisso e ganhe 5% de desconto com o cupom ESTRANGEIRA5

Planeje sua viagem! Faça suas reservas com nossos parceiros pelos links:
Compre o Seguro Viagem com a Seguros Promo
Reserve seu hotel ou hostel com o Booking.com
Compre ingressos antecipados de atrações no mundo inteiro e evite as filas com a GetYourGuide
Pesquise os melhores preços para alugar carro em mais de 140 países com a RentCars
Compre chip de celular internacional com a Viaje Conectado
Compre passagens aéreas com muito desconto com a Passagens Promo

Curta nossa página no Facebook!