23_6qO5PDoM

10 dicas para passar no vestibular estudando sozinho – FUVEST, ENEM e outros

Passar no vestibular é o sonho da maioria dos estudantes. Entrar em uma universidade pública e de prestígio abre portas profissionais muito importantes. Nesse post, reuni todas as dicas e meu método de estudo para passar no vestibular estudando sozinha, em casa.

Se o seu sonho é passar na USP, UNESP, UNICAMP, ENEM, Universidades Federais, Estaduais ou até mesmo faculdades privadas que possuem vestibular próprio, então essas dicas são pra você!

Eu passei no vestibular 3 vezes ao longo dos últimos 10 anos, sendo duas vezes na FUVEST / USP (em 2010 para Audiovisual, curso que terminei em 2014, e em 2021 para Obstetrícia) e em 2018 na Universidad de Barcelona, na Espanha, para o curso de Enfermagem.

Fiz um vídeo contando todas essas dicas, caso você prefira o formato audiovisual. Mas ficou bem longo, quase 30 minutos, então se você não têm tanto tempo se liga nas dicas abaixo! Bons estudos! :)

Passar no vestibular estudando sozinho em casa, é possível?

Siiiiiiiiiiiim! :D Eu passei estudando sozinha, na minha casa, e centenas de pessoas também passaram. Mas você tem que ter em mente que a palavra chave vai ser ORGANIZAÇÃO. Você vai ter que desenvolver o seu método de estudos, o seu cronograma e a sua organização diária.

10 dicas para passar no vestibular estudando sozinho

1. Crie o seu cronograma realista e flexível, baseado na sua rotina

Antes de enfiar a cara nos livros, apostilas e vídeo aulas, você precisa sentar, analisar a sua rotina e criar um cronograma de estudos. Esse cronograma tem que ser 100% realista para a sua rotina e é importante que ele seja flexível, para que você faça mudanças sempre que necessário.

Você vai encontrar vários youtubers e influenciadores no instagram vendendo cronogramas de estudos prontos. Eu acho que isso não funciona! Cada pessoa tem uma realidade, não dá para padronizar usando um cronograma pronto.

Por exemplo, eu trabalho além de estudar e por isso tinha mais ou menos 3 horas por dia para me dedicar aos estudos. Teve semanas que não tive tempo de estudar nada. Meu cronograma jamais poderia ser igual ao de uma pessoa que tenha 8 horas por dia para estudar, entende?

Então o primeiro passo é justamente esse: olhar para a sua rotina e ver, mais ou menos, quantas horas por dia você tem para estudar. Seja realista! Não inclua madrugadas ou fins de semanas nessas horas de estudos, pois descansar é muito importante.

No meu caso, separei 3 horas por dia para estudar, de segunda a sexta, colocando duas matérias por dia (ou seja, 1.5h para cada matéria). De sábado, reservei 4 horas para fazer redações ou simulados.

O cronograma deve ser flexível porque, com certeza absoluta, você vai precisar fazer mudanças. Terá dias em que não conseguirá estudar nada, por cansaço ou por imprevistos da vida, e outros dias poderá estudar bem mais que o previsto. Vá ajustando seu cronograma ao longo das semanas.

via GIPHY

2. Escolha sua plataforma para basear os estudos

Mesmo estudando sozinho, você vai precisar de materiais base para estudar a teoria das matérias e fazer os exercícios e simulados. Há diversas opções e você deve escolher a melhor para você dependendo do seu tempo disponível e orçamento.

O mais tradicional são os cursinhos, tipo ETAPA, Objetivo, Anglo, Hexag, Poliedro, etc. Todos eles têm modalidades presenciais, nas quais você vai lá ter aula com o professor, ou opções de ensino a distância. A desvantagem é que eles costumam ser muito caros, especialmente nas capitais.

Outra opção, que também é paga mas é MUITO mais acessível, são as plataformas de estudo online. Eu optei por uma dessas, porque era baratinho e fazia sentido para o meu tipo de estudo sozinha, em casa.

Adquiri o plano FUVEST INTENSIVO da plataforma Estratégia Vestibulares e recomendo. Peguei uma promoção na época e paguei R$45 na mensalidade por 12 meses. É muito mais barato que um cursinho tradicional e a plataforma me surpreendeu: lá dentro tem todas as matérias exigidas, cada uma delas dividida por aulas temáticas que tem PDFs com a teoria, vídeo aulas e listas de exercícios.

Além disso, por esse mesmo preço eu tinha direito a enviar redações modelo FUVEST para correção de um professor, o que foi essencial para aprimorar a minha qualidade de escrita e garantir a minha vaga na USP.

Além dessa plataforma, existem muitas outras como Descomplica, Stoodi, Me Salva! (voltado para o ENEM), Gabaritageo (só tem as matérias de humanas), Professor Ferreto (só têm as matérias de exatas). Você vai ter que fazer uma pesquisa na Internet para comparar preços e escolher a que mais se encaixa nos seus estudos.

Há ainda a terceira opção, gratuita, de estudar utilizando vídeos no youtube e textos gratuitos que você encontra pelo Google. É possível sim estudar todo o conteúdo do ensino médio dessa forma, mas você terá que ter organização em dobro.

Como você não terá uma única plataforma concentrando todas as matérias e dividindo os blocos das aulas, você mesmo terá que procurar no edital do seu vestibular qual é o conteúdo programático cobrado em cada matéria, separar as aulas e montar o cronograma certinho, sem deixar nada de lado.

via GIPHY

3. Foque os seus estudos no vestibular específico que vai prestar

Eu sei que, normalmente, aproveitamos e prestamos vários vestibulares no mesmo ano, além do ENEM que serve para várias Universidades. Mas, ainda assim, é essencial que você coloque o foco dos seus estudos no vestibular que você mais deseja.

Isso significa que tanto o seu plano de estudos de teoria, quanto os seus simulados, devem estar voltados pro vestibular desejado. É claro que eu fiz exercícios de outras provas enquanto estudava, mas sempre dei prioridade para os simulados da FUVEST, tanto de primeira quanto de segunda fase.

O conteúdo programático de quase todos os vestibulares do Brasil é o mesmo: toda a matéria do Ensino Médio. Mas cada banca constrói a sua prova de maneira única e você precisa se acostumar com o estilo das provas.

A FUVEST é muito conteudista, enquanto o ENEM é interpretativo. Alguns vestibulares só trabalham com provas tipo teste, outras têm as duas fases ou uma delas totalmente dissertativas… Lembre, vestibular é treino e você precisa saber fazer a prova!

via GIPHY

4. Descubra o melhor método de estudos para você

Cada cérebro é diferente e funciona de um jeito. Ainda bem! Por isso, não existe fórmula mágica: você vai ter que descobrir o melhor método de estudos para você. Nas primeiras semanas de estudo vá testando!

Escolha uma matéria e vá trocando as técnicas nas primeiras aulas dessa matéria, para você ter base de comparação. Primeiro, tente só escutar a aula e fazer exercícios. Depois, na próxima aula, teste a tática de ler os PDFs e fazer anotações em tópicos, e depois exercícios.

As opções são infinitas, quando você perceber que achou a técnica que te deixa com a atenção presa nas aulas e que te traz melhores resultados na resolução de exercícios, fique com ela até o fim!

Eu, por exemplo, só aprendo escrevendo a mão. Por isso eu lia cada aula em PDF e ia fazendo resumo dos pontos mais importantes, e na sequência fazia os exercícios. Quase não assisti a nenhuma vídeo aula, porque para mim não funciona muito.

via GIPHY

5. Lembre que teoria e exercícios têm a mesma importância!

Muita gente diz por aí que, para passar no vestibular, você tem que se acabar de fazer exercícios, porque isso é mais importante do que aprender a teoria. Sinto muito, mas essas pessoas estão erradas!

Teoria e exercícios têm a mesma importância nos seus estudos. Já vimos que cada um estuda de um jeito, mas independentemente do seu método, garanta que você não está deixando de lado nem a parte teórica e nem os exercícios.

Saber teoria é essencial para responder as questões discursivas. Eu fui muito bem na segunda fase da FUVEST, todas as vezes que prestei, exatamente porque estudava teoria com muito cuidado.

6. Seja estratégico na hora de eliminar matérias

Ao longo das semanas e meses de estudo você vai ver que o cronograma, mesmo que sendo adaptado, às vezes não está funcionando. Pode ser que, ao longo do tempo, você veja que está muito atrasado em algumas matérias, ou que precisa focar mais em outras.

Use a estratégia nessa hora! Nem sempre vai dar pra você estudar 100% dos conteúdos de todas as matérias, e tudo bem. Decida quais matérias você pode dar menos prioridade ou até mesmo eliminar dos seus estudos, ciente das consequências.

Eu, por exemplo, estava ficando muito atrasada porque tenho dificuldade em física e gastava muitas horas nessa matéria. Porém, eu só teria física na primeira fase, então resolvi parar de estudar física, assumir que provavelmente perderia 10 pontos na prova, por causa dessa matéria, mas valeria a pena porque eu ganharia mais horas para focar nas outras matérias.

Se eu tivesse física na segunda fase, a estratégia seria outra, pois eu não poderia correr o risco de não saber nada. Entende como a coisa é individual e como só você pode tomar as melhores decisões?

via GIPHY

7. Leia todos os livros da lista obrigatória!

Talvez essa seja uma das dicas mais valiosas dessa lista, para conseguir passar no vestibular passando sozinho. Se o seu vestibular tem uma lista de obras literárias obrigatória, LEIA AS OBRAS!

Sim, leia as obras inteiras, mesmo se elas forem chatas. Depois de ter lido, você pode pegar algum resumo ou podcast na internet para refrescar a memória e aprender algumas coisas sobre contexto literário. Mas ler a obra é fundamental!

Quando um vestibular tem uma lista de livros, significa que eles irão cobrar nas provas leitura real, não leitura de resumo. Por exemplo, na última FUVEST que eu prestei, na segunda fase caíram 3 questões sobre livros obrigatórios, e só conseguia responder quem tinha lido. O nível de detalhe das perguntas é muito grande!

Por isso, no seu cronograma, você terá que reservar um tempo para a leitura das obras. Vá atrás dos livros ou PDFs, veja os tamanhos, seja realista e planeje a leitura. A vantagem é que esses livros você consegue ler nas pausas do trabalho, enquanto está no transporte público ou antes de dormir. :)

via GIPHY

8. Faça simulados!

Fazer simulado é o único jeito de se acostumar com a prova e isso vai muito além do conteúdo. Você tem que se acostumar com a quantidade de questões, o tempo para responder, ficar sentado na cadeira por tantas horas…

Você encontra as provas anteriores da maioria dos vestibulares gratuitamente na internet, nos sites das próprias faculdades! As da FUVEST, por exemplo, estão nesse link: acervo da FUVEST. Além disso, o próprio Estratégia Vestibulares tem simulados gratuitos, fique de olho nesse link.

É importante que você tente reproduzir em casa as mesmas condições do dia da prova. Coloque um cronômetro para contar o tempo de prova. Se no dia D a prova terá 5 horas de duração, então não passe das 5 horas. Pegue sua garrafinha de água e lanchinhos parecidos com os que você vai levar no dia da prova real.

Reproduza qualquer situação especial. Eu, por exemplo, tive que fazer simulados em casa usando máscara para me acostumar com essa realidade do meu ano de prova. Foi difícil, mas essencial para eu não achar estranho no dia do vestibular.

Eu fiz 7 simulados de primeira fase em 7 meses, ou seja, 1 por mês. Era isso que dava para a minha realidade. Não são tantos, mas foram suficientes para mim. Mas há pessoas que fazem 1 simulado por semana, depende do seu método.

Já para a segunda fase, eu fiz 6 simulados em 6 semanas, além de 2 redações por semana nesse período final. Isso foi muito importante para chegar preparada, porque a segunda fase da FUVEST é bem mais difícil que a primeira.

via GIPHY

9. Faça redações!

Praticamente todos os vestibulares do Brasil tem uma prova de redação em algum momento, seja na primeira ou segunda fase. O ENEM também tem redação e é uma das partes mais importantes na composição da nota.

Pode ser que você ache muito chato treinar redação (eu acho, rs), mas é essencial para a sua aprovação! Coloque também no seu cronograma e vá testando aos poucos. Você precisa aprender a fazer a redação no formato que a sua banca pede e isso nem sempre é intuitivo.

Por isso, uma boa ideia é adquirir pacotes de correção de redação online, onde um professor vai ler a sua redação, corrigir e te mandar um comentário explicando os seus erros e onde você pode melhorar. Quanto mais redações você faz, melhores elas ficam!

Na plataforma do Estratégia Vestibulares, que eu assinei, eu já possuía correções ilimitadas de redação. Não sei como funciona nas outras, você tem que pesquisar isso antes de adquirir. Há um site que se chama Corrija-me, no qual você pode adquirir pacotes de correção separadamente.

via GIPHY

10. Cuide da sua saúde física e mental

Esse é o último item da lista de dicas para passar no vestibular estudando sozinho, mas é o mais importante deles. O vestibular é uma maratona e é muito fácil se sentir desmotivado, cansado, derrotado. E só cuidando da sua saúde física e mental você consegue evitar essa autossabotagem!

Eu sei que a vida é dura e que muitas vezes mal temos tempo de ir ao banheiro. Equilibrar estudos, trabalho e vida pessoal não é fácil. Mas tire pelo menos 15 minutos ao dia para cuidar de você! Parece pouco, mas 15 minutinhos fazem muita diferença na sua felicidade – e também no seu rendimento no vestibular.

Eu tentava separar ao menos 40 minutos por dia para esse autocuidado. Às vezes dava certo, outros dias eu conseguia até mais ou muito menos tempo. Mas o importante é desconectar um pouco! Há várias opções, e você pode misturar algumas delas e achar o que funciona para você.

Exercícios Físicos – correr, caminhar, fazer musculação, treinar um esporte, natação, pular corda em casa, dançar… o que você preferir!

Terapia – Se tem alguém que merece parabéns pela minha aprovação, junto comigo, é a minha psicóloga. Fazer terapia durante o período em que você está estudando para o vestibular vai te ajudar demais a se conhecer, encarar os desafios, aceitar o que não sai como desejado e seguir em frente.

Eu sei que as consultas a um psicólogo podem ser caras, e isso acaba impedindo que muita gente tenha acesso. Uma dica boa é o site ZENKLUB, que reúne centenas de psicólogos para terapia online, com preços bem acessíveis (começa em R$60 a sessão). Usando o meu cupom gabitorrezani você ganha R$50 de desconto na primeira sessão!

Yoga – eu amo, mistura exercícios físicos, respiratórios e mentais. Existem muitos canais no youtube grátis com aulas de yoga, meu favorito é o Canal da Pri Leite.

Meditação – a mente tranquila funciona melhor e traz paz de espírito. Práticas de meditação ajudam a silenciar a mente barulhenta, aceitar a realidade e a dormir melhor. Indico o Canal Youtube do PoetoTerapia para meditações guiadas. Há também apps gratuitos para aprender a meditar.

Exercícios de Respiração – Quando estamos cansados, nervosos ou ansiosos a nossa respiração fica toda descompensada. Do mesmo jeito, aprender a controlar a respiração, de maneira profunda e consciente, é chave! Ajuda muito na hora da prova. Canais de yoga também têm vídeos específicos de respiração (ou Pranayamas no yoga).

Outra alternativa é procurar as faculdades de psicologia de Universidades Públicas próximas da sua casa. Eles costumam ter programas de terapia gratuita, se informe! :)

via GIPHY

Espero que você tenha gostado das minhas dicas e que elas te ajudem a passar no vestibular estudando sozinho. Ver o nome na lista de aprovados é uma das coisas mais incríveis dessa vida!

Por último, queria te dizer que uma prova e uma universidade não definem quem você é. O processo é competitivo, cansativo e cheio de obstáculos. Você é muito mais que o vestibular! ;)

Tem mais dicas para passar no vestibular? Deixe nos comentários! :)


Salve a imagem abaixo no Pinterest e aproveite para ver nossos Painéis de Viagem!

IMPORTANTE! Não esqueça de adquirir o seu Seguro Viagem. Ele é obrigatório para entrar na Europa, mas mesmo nos países sem obrigatoriedade é muito importante ter o seguro. Nos Estados Unidos, por exemplo, uma consulta médica ou internação pode custar uma verdadeira fortuna e com o seguro, você terá todo o tratamento coberto. Leia sobre quando ficamos doentes no Egito e na Espanha, ou sobre outra vez em que pegamos uma intoxicação alimentar fortíssima na Bolívia. O Seguro Viagem nos salvou!
Faça aqui uma cotação sem compromisso e ganhe 5% de desconto com o cupom ESTRANGEIRA5

Planeje sua viagem! Faça suas reservas com nossos parceiros pelos links:
Compre o Seguro Viagem com a Seguros Promo
Reserve seu hotel ou hostel com o Booking.com
Compre ingressos antecipados de atrações no mundo inteiro e evite as filas com a GetYourGuide
Pesquise os melhores preços para alugar carro em mais de 140 países com a RentCars
Compre chip de celular internacional com a Viaje Conectado
Compre passagens aéreas com muito desconto com a Passagens Promo