Uma senha sera enviada para seu e-mail

Como é se hospedar em um ryokan no Japão

Uma viagem ao Japão não estará completa sem experimentar pelo menos uma noite em um tradicional ryokan ou minshuku, originárias do período Edo (1603–1868). Essas tradicionais acomodações japonesas possibilitam vivenciar o estilo de vida local, dormindo em um futon sobre um chão de tatame, banho comunitário no estilo japonês, comida e rituais locais.

Quando estive no Japão dormi uma noite no Minshuku Iwatakan, uma hospedagem familiar na cidade de Takayama. E foi uma experiência inesquecível! A família proprietária era muita simpática. Quanto fui embora eles deram um cartão postal e um chaveiro de bonequinha de lembrancinha. Muito fofos. Os japoneses são muito hospitaleiros e atenciosos. Espere um atendimento ótimo!

hospedagem-ryokan-japao-como-funciona

A fachada de onde fiquei. Era mês de janeiro e as temperaturas eram congelantes

Leia também: Roteiro completo do Japão – 8 cidades em 16 dias

ATENÇÃO! Recomendamos sempre viajar para fora do Brasil com Seguro Viagem.
Faça aqui uma cotação sem compromisso e ganhe 5% de desconto com o cupom ESTRANGEIRA5

Sapatos nunca entram

A primeira coisa a ser lembrada: sapatos ficam sempre do lado de fora. Chegou da rua, tire os sapatos para não trazer a sujeira e energia para o ryokan.

Logo na entrada de onde me hospedei tinha uma prateleira com os chinelos de diversos tamanhos para usarmos enquanto estivéssemos dentro do ryokan. E com o frio do inverno nem pense em ficar descalço! O chão era uma pedra de gelo.

Como fui no inverno, enfrentei um pequeno problema. Quando ia calçar os sapatos na hora de sair eles estavam muito frios. Fazia 6 graus negativos! Imagina já estar com os pés frios e ter que calçar os sapatos congelantes. Aí meu companheiro de viagem me deu uma super ideia! Levar o sapato até o banheiro e esquentá-lo com o secador de cabelo! Funcionou feito mágica e eu parei de sofrer.

hospedagem-ryokan-japao-sapatos

Sapato fica para fora e você entra com os chinelinhos que eles disponibilizam

Leia também: Comida no Japão: pratos diferentes e deliciosos para provar na sua viagem

Os quartos de um ryokan

O chão do ryokan normalmente é de tatame e tem um futon para dormir. Eu gosto bastante de futon e adorei dormir num deles. O quarto tinha aquecimento e estava quentinho. No quarto havia um quimono para usarmos, especialmente para o momento do jantar tradicional.

Apesar da mobília ser bem básica tinha televisão, e o mais importante, todos os apetrechos para preparar chá. A porta é de correr, assim como as portas dos armários. Toda a decoração no melhor estilo oriental! O banheiro era compartilhado, como costuma ser no Japão.

hospedagem-ryokan-japao-quarto

O meu quarto (já cheguei fazendo bagunça…)

hospedagem-ryokan-japao-dormir-chao-tatami

Leia também: A bizarra experiência de visitar um Maid Café em Tóquio

Banho comunitário

O tradicional banho japonês é comunitário. E nos ryokans a experiência é parecida com os onsens. Você pode ler também como foi minha experiência num banho público japonês.

Aqui novamente encarei o banho comunitário, mas havia poucos hóspedes, no momento em que fui tomar banho eu estava sozinha. O Minshuku Iwatakan tem banhos termais internos e externos.

No onsen até arrisquei ir para a área externa, mas dessa vez fiquei no quentinho mesmo. Segui o mesmo esquema de sentar no banquinho para se esfregar bem antes de entrar no banho comunitário, como manda a regra. E depois foi só relaxar e se esquentar nas águas termais.

Os banheiros tem aquelas privadas incríveis com assento aquecido, duchinha de água para higiene completa, música… enfim, maravilha japonesa. Meu sonho é ter uma dessas!

Jantar tradicional no ryokan

O melhor momento da hospedagem foi o jantar tradicional, chamado Kaiseki, onde várias porções pequenas são servidas: verduras, legumes e peixes, que você coloca na panela de água fervente temperada para cozinhar a gosto. Além do arroz e missoshiro, claro.

hospedagem-ryokan-japao-comida

Meu guia e o australiano que estava viajando comigo

Descemos vestindo nossos kimonos e chinelinhos e sentamos na sala comunitária, com mesas e cadeiras de madeira. Então eles serviram os variados potinhos com pequenas porções. É bom pois tem uma grande variedade e mesmo que você não goste de algo, sempre vai ter várias coisas para você matar sua fome.

Eu curto muito essa maneira de comer e gostei de tudo. Só alguns dos cogumelos muito gelatinosos eu não encarava no Japão. Nessa noite só tomamos chá verde, não serviram saquê. Sobremesa costuma ser fruta.

hospedagem-ryokan-japao-janta

Devidamente vestida com kimono e arrasando com os pauzinhos

hospedagem-ryokan-japao-hotel-tradicional

É uma experiência e tanto dormir uma noite no ryokan. Eu amei e recomendo muito que você também vivencie!

Eu fiquei no Minshuku Iwatakan, 4-166-3 Oshin-machi, Takayama. Mas se você não for visitar Takayama, não se preocupe. Nesse link você pode pesquisar preços e disponibilidade de Ryokans em várias cidades do Japão.

Também deixo abaixo alguns ryokans nas principais cidades do Japão.

Ryokans em Tóquio

Ryokans em Osaka

Ryokans em Quioto

Ryokans em Nagano

Ryokans em Matsumoto



Booking.com

Vem aqui se quiser saber mais sobre minha viagem ao Japão!

Já se hospedou em um Ryokan e quer compartilhar sua experiência? Deixe nos comentários!


Leia nossos outros posts sobre o Japão:

– Como é se hospedar em um tradicional Ryokan Japonês

– Internet no Japão: dica de wi-fi de bolso para ficar conectado!

-Maid café em Tokyo: estranhezas do japão

– Minha estranha experiência em um banho público japonês

– Japonês básico para viagem: um guia de sobrevivência

– Comida no Japão: pratos diferentes e deliciosos para provar na sua viagem

– Onde ficar em Tóquio: dicas de hotéis e hostels

– Passeios inusitados e diferentes em Tóquio

– Onde ver gueixas no Japão


Salve a imagem abaixo no Pinterest e aproveite para ver nossos Painéis de Viagem!

como-e-se-hospedar-em-um-ryokan-japao

IMPORTANTE! Não esqueça de adquirir o seu Seguro Viagem. Ele é obrigatório para entrar na Europa, mas mesmo nos países sem obrigatoriedade é muito importante ter o seguro. Nos Estados Unidos, por exemplo, uma consulta médica ou internação pode custar uma verdadeira fortuna e com o seguro, você terá todo o tratamento coberto. Leia sobre quando ficamos doentes no Egito e na Espanha, ou sobre outra vez em que pegamos uma intoxicação alimentar fortíssima na Bolívia. O Seguro Viagem nos salvou!
Faça aqui uma cotação sem compromisso e ganhe 5% de desconto com o cupom ESTRANGEIRA5

Planeje sua viagem! Faça suas reservas com nossos parceiros pelos links:
Compre o Seguro Viagem com a Seguros Promo
Reserve seu hotel ou hostel com o Booking.com
Compre ingressos antecipados de atrações no mundo inteiro e evite as filas com a GetYourGuide
Pesquise os melhores preços para alugar carro em mais de 140 países com a RentCars

Curta nossa página no Facebook!