A paisagem dos Gênios: inspiração de Gaudí, Picasso, Miró e Casals

A Paisagem dos Gênios (El Paisatge dels Genis, em catalão) é uma rota que passa por quatro cidades da Catalunha relacionadas a quatro importantes gênios das artes, explorando as paisagens, lugares e sabores que inspiraram esses artistas e que marcaram sua obra. São elas:

♦ Mont Roig: Miró
♦ Horta de Sant Joan: Picasso
♦ Reus: Gaudí
♦ El Vendrell: Pau Casals

Elas estão relativamente próximas e formam um passeio perfeito para amantes das artes. Tive a oportunidade de fazer a rota conjugada com o evento La Cuina dels Genis, um evento gastronômico, artístico e sensorial, onde chefs de diversos restaurantes da região criaram pratos inspirados nos artistas e baseados em produtos locais.

A Cozinha dos Gênios (La Cuina dels Genis)

Essa experiência foi organizada pela Faculdade de Turismo e Geografia da Universidade de Rovira i Virgili e aconteceu no Castell de Vila-Seca. Fomos divididos em 4 grupos e cada um começou por uma sala inspirada em cada um dos artistas. Depois íamos trocando e passamos por todas.

Em cada sala provávamos 3 ou 4 pratos, além de vinho da região para harmonizar. Eu comecei pela sala do músico Pau Casals, onde um trio tocava suas composições e nós ouvíamos com fones de ouvidos enquanto degustávamos as criações dos chefs.

Da esquerda para a direita: inspirado em Pau Casals, Miró, Gaudí e Picasso

Na sequência passei pela sala de Miró, onde os pratos foram servidos numa mesa baixa feita de telas de pintura, com projeções audiovisuais coloridas.

Na sala de Gaudí dominavam as formas orgânicas e da natureza que inspiraram seu trabalho. A deliciosa sobremesa de chocolate foi servida numa caldeira de chocolate, lembrando o ofício da sua família.

E finalizei na sala de Picasso, com projeções do seu traço nas paredes e caixas de madeira tampadas que revelavam os pratos. Saiba mais sobre La Cuina dels Genis aqui.

Depois de uma noite de prazeres gastronômicos, voltamos para o Hotel de la Mar, em Vila-Seca, onde passamos a primeira noite.

Leia também: Casa Museu Dalí em Cadaqués

Mont-Roig – Miró

Miró passou todos os verões de sua vida na cidadezinha de Mont-Roig – com exceção dos difíceis anos da Guerra Civil Espanhola.

Ele ficou um período maior ali por conta de uma fase doente e em depressão, pois seu pai não queria que ele se dedicasse à sua paixão: a pintura. Como era comum na época, o tratamento indicado era passar um tempo em meio à natureza, tomar sol e respirar ar puro para se recuperar.

Acabou desenvolvendo uma ligação quase religiosa com a terra e a casa de campo da família, chamada MAS MIRÓ. Ali desenvolveu toda sua obra. O lugar é um encanto e podemos visitar seu ateliê, um espaço com objetos em exposição e onde nos explicam sobre sua história e carreira e toda a natureza ao redor.

Vemos as árvores de alfarroba (garrofa), de onde ele colhia os frutos que levava sempre consigo por alguma razão supersticiosa. Também podemos ver o local exato onde ele pintou a obra La Masia.


Depois o tour segue até o centro do pequeno vilarejo (“pueblo”) para visitar a igreja onde está a única obra de Miró na cidade: um tapete todo bordado, que faz parte de uma série de 8 peças.

Do lado da igreja fica a Praça Miró, homenagem feita ao artista. Na ocasião da sua inauguração foi a última vez que Miró visitou Mont-Roig.

Mas o passeio não termina aí. Próxima parada é a Ermita de la Mare de Deu de la Roca, localizada no topo de uma montanha e com vistas maravilhosas para o vale de um lado e as montanhas de outro. Lá Miró pintou o quadro Mont-Roig, Sant Ramón.

Uma ótima ideia é almoçar no Hostal-restaurante de la Ermita  que fica no local e serve comida caseira gostosa.

E para conhecer os sabores da região, visitamos a Oli Solé, uma produtora artesanal e familiar de azeites. No local tem um museu do azeite que explica o o processo de produção e fizemos uma deliciosa degustação de azeites.

Leia também: 8 museus imperdíveis em Barcelona

El Vendrell – Pau Casals

Vou ser honesta e admitir que não conhecia o músico catalão Pau Casals antes dessa viagem. Mas ele é super importante na história da música e também como ativista dos direitos humanos.

Visitamos a casa onde ele viveu em El Vendrell, hoje um museu sobre sua vida e obra. Podemos ver seus primeiros instrumentos, objetos pessoais, conhecer sua bela sala de jantar e conhecer sua trajetória.

Depois de uma carreira bem sucedida e de ter acumulado fortuna, teve que fugir exilado quando começou a Guerra Civil Espanhola. Acabou pobre e infeliz na França e passou seus últimos dias lutando contra a ditadura e pelos direitos de todos que sofreram com ela.

Me emocionei com sua história e fiquei feliz de ter o conhecido. Sem falar que a casa museu fica em frente à praia de Sant Salvador e o visual é lindo!


Para finalizar o dia participamos de um workshop de culinária com Jordi Guillem, cozinheiro no restaurante Lo Mam do Meridien Ra Blach Hotel, onde nos dividimos em duplas para preparar um Xató del Vendrell. Fizemos o molho à base de amêndoas e azeite, que misturamos a uma salada e peixe.  Tudo isso acompanhado de vinhos locais.

Passamos a noite no maravilhoso Hotel Meridien Ra Beach, num quarto gigante e confortável, de frente para o mar e presencial um nascer do sol de cair o queixo.

Horta de Sant Joan – Picasso

Hora de viajar para Horta e conhecer as paisagens que inspiraram Picasso. Ele passou duas temporadas longas em Horta. Como ele foi parar neste pueblo? Manuel Pallarès, amigo seu da universidade era dali e eles acabaram indo juntos. Os dois acamparam no meio do mato ali e tem inclusive uma história que Manuel o salvou de um afogamento.

A segunda temporada do artista na cidade foi mais controversa. Ele chegou vindo de Paris com sua namorada Fernande e dessa vez a família do amigo se negou a recebê-lo porque estava vivendo em pecado com sua namorada. Acabaram alugando um quarto numa hospedaria, mas alguns moradores atiravam pedras na janela, demonstrando sua desaprovação da vida conjugal dos não casados.

Outro detalhe é que Fernande frequentava o bar da cidade e bebia, coisa inaceitável na época. Os dois causaram em Horta! hehehe

Na cidade há um pequeno museu que conta todas essas curiosidades e causos, além de exibir cópias dos trabalhos que Dalí fez enquanto viveu ali. Um jovem artista que ainda desenvolvia seus traços e até mesmo sua assinatura!

Fizemos ainda uma atividade ao ar livre, pintando com comidas um papel de arroz comestível, e visitamos a  Identitat Extra, um produtor de azeite da cidade, instalado num belo prédio histórico onde comemos um tradicional Clotxa, sanduíche de sardinhas e tomates assados na brasa.

Reus – Gaudí

Como fã de Gaudí, eu estava ansiosa para conhecer a cidade onde ele nasceu e cresceu. Mas como chegamos um pouco atrasados, só deu tempo de fazer uma pequena caminhada pelo centro, onde estão várias casas modernistas de outros arquitetos importantes do Modernismo Catalão, como Domènech y Montaner e o local onde ficava o atelier de ferro da família dele.

Seguimos então para o Gaudí Center. O museu é bem mão na massa, super legal para visitar com crianças, tocar, sentir… Tem documentos interessantes da infância do artista na cidade. Nas suas cadernetas escolares vemos que ele não tinha notas boas em ensino religioso, algo estranho para o homem que era tão devoto.

Há réplicas em menor escala das torres da Sagrada Família e outras peças arquitetônicas de Gaudí, além de audiovisuais bacanas. A visita é bem interessante.

Finalizamos com uma degustação de vermutes e avelãs da região e corremos para pegar o trem de volta para Barcelona. Foi um fim de semana maravilhoso, imersa na vida de 4 artistas geniais e em paisagens belíssimas! Fazer essa rota A Paisagem dos Gênios vale muito a pena!

Agradecemos ao convite de La Cocina de los Genios para participar do evento e do press trip.


Salve a imagem abaixo no Pinterest e aproveite para ver nossos Painéis de Viagem!

Obras de arte de Gaudi, Picasso e Miró

IMPORTANTE! Não esqueça de adquirir o seu Seguro Viagem. Ele é obrigatório para entrar na Europa, mas mesmo nos países sem obrigatoriedade é muito importante ter o seguro. Nos Estados Unidos, por exemplo, uma consulta médica ou internação pode custar uma verdadeira fortuna e com o seguro, você terá todo o tratamento coberto. Leia sobre quando ficamos doentes no Egito e na Espanha, ou sobre outra vez em que pegamos uma intoxicação alimentar fortíssima na Bolívia. O Seguro Viagem nos salvou!
Faça aqui uma cotação sem compromisso e ganhe 5% de desconto com o cupom ESTRANGEIRA5

Planeje sua viagem! Faça suas reservas com nossos parceiros pelos links:
Compre o Seguro Viagem com a Seguros Promo
Reserve seu hotel ou hostel com o Booking.com
Compre ingressos antecipados de atrações no mundo inteiro e evite as filas com a GetYourGuide
Pesquise os melhores preços para alugar carro em mais de 140 países com a RentCars
Compre chip de celular internacional com a Viaje Conectado
Compre passagens aéreas com muito desconto com a Passagens Promo